Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1027
Tipo do documento: Dissertação
Título: Treino de marcha em esteira ergométrica para crianças com paralisia cerebral: ensaio clínico controlado aleatorizado e cego
Autor: Grecco, Luanda André Collange 
Primeiro orientador: Oliveira, Cláudia Santos
Primeiro coorientador: Sampaio, Luciana Maria Malosá
Primeiro membro da banca: Rocha, Nelci Adriana Cicuto Ferreira
Segundo membro da banca: Biasotto-gonzalez, Daniela Aparecida
Resumo: O objetivo do estudo foi comparar os efeitos do treino de marcha na esteira ergométrica com o treino de marcha no solo sobre a funcionalidade e o condicionamento físico de crianças com paralisia cerebral. Estudo prospectivo, análitico, pareado, controlado, aleatorizado e com avaliador cego. Trinta e cinco crianças com paralisia cerebral (níveis I-III do Sistema de Classificação da Função Motora Grossa) foram divididas aleatoriamente em dois grupos de intervenção. Grupo experimental (17 crianças) submetido ao treino de marcha em esteira ergométrica, sem suporte de peso coporal. Grupo controle (18 crianças) submetido ao treino de marcha no solo. Os treinos foram realizados por sete semanas consecutivas, com frequência de duas sessões semanais, seguidas de quatro semanas de acompanhamento. Os grupos apresentaram melhores resultados no teste de caminhada de seis minutos (Grupo experimental: 227,4±49,4 377,2±93,0 m; Grupo controle: 222,6±42,6 268,0±45,0m), no timed up and go (Grupo experimental: 14,3±2,9 7,8±2,2s; Grupo controle: 12,8±2,2 10,5±2,5s), desempenho funcional (Grupo experimental: 128,0±19,9 139,0±18,4; Grupo controle: 220,8±19,0 125,8±12,2), função motora grossa (Grupo experimental: 81,6±8,7 93,0±5,7; Grupo controle: 77,3±7,0 80,8±7,2), equilíbrio funcional (Grupo experimental: 34,9±8,5 46,7±7,6; Grupo controle: 31,9±7,0 35,7±6,8) após o tratamento. Na análise intergrupos o grupo experimental apresentou melhores resultados quando comparado com o grupo controle após o tratamento e na avaliação de acompanhamento (p<0.05). Estes resultados permitem concluir que o treino de marcha realizado na esteira apresenta resultados superiores ao treino de marcha no solo na funcionalidade e no condicionamento físico de crianças com paralisia cerebral níveis I a III do GMFCS. Registro do estudo: RBR-5v3kg9 (Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos ReBEC).
Abstract: The objective of the study was to compare the effects of treadmill training with gait training ground on functionality and cardiopulmonary fitness in children with cerebral palsy. A prospective, analytic, paired, controlled, randomized and evaluator-blind. Thirty-five children with cerebral palsy (levels I-III of Gross Motor Functional Classification System) randomly divided into two intervention groups. Experimental group (17 children) submitted to treadmill training without partial weight support. Control group (18 children) submitted to gait training on ground without weight support. Training was performed for 14 consecutive weeks (two sessions per week), with four subsequent weeks of follow up. Both groups demonstrated improvements on the Six-Minute Walk Test (experimental group: 227.4±49.4 to 377.2±93.0m; control group: 222.6±42.6 to 268.0±45.0m), Timed Up-and-Go Test (experimental group: 14.3±2.9 to 7.8±2.2s; control group: 12.8±2.2 to 10.5±2.5s), functional performance (experimental group: 128.0±19.9 to 139.0±18.4; control group: 120.8±19.0 to 125.8±12.2), gross motor function (experimental group: 81.6±8.7 to 93.0±5.7; control group: 77.3±7.0 to 80.8±7.2), functional balance (experimental group: 34.9±8.5 to 46.7±7.6; control group: 31.9±7.0 to 35.7±6.8) after treatment. The experimental group demonstrated greater improvements than the control group both after treatment and during follow up (p<0.05). These results allow concluding that treadmill training without partial weight support proved more effective than gait training on ground on functionality and cardiopulmonary fitness in children with cerebral palsy levels I to III the GMFCS. Trial registration: RBR-5v3kg9 (Brazilian Clinical Trials Registry - ReBec).
Palavras-chave: paralisia cerebral
funcionalidade
aptidão física
marcha e fisioterapia
cerebral palsy
gait
physiotherapy
children
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: Grecco, Luanda André Collange. Treino de marcha em esteira ergométrica para crianças com paralisia cerebral: ensaio clínico controlado aleatorizado e cego. 2012. 149 f. Dissertação ( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1027
Data de defesa: 3-Dez-2012
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
B_Luanda Andre Collange Grecio.pdfLuanda Andre Collange Grecio3,36 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.