Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1335
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da atividade eletromiográfica, força de mordida e associação com disfunção temporomandibular em pacientes hemiparéticos pós-acidente vascular encefálico
Título(s) alternativo(s): Eletromygraphic activity assessment bite force and assossiation with dysfunction intemporomandibular heniparetic after accident vascular brain
Autor: Silva, Fernanda Cordeiro da 
Primeiro orientador: Bussadori, Sandra Kalil
Primeiro membro da banca: Bussadori, Sandra Kalil
Segundo membro da banca: Castelo, Paula Midori
Terceiro membro da banca: Fernandes, Kristianne Porta Santos
Resumo: O Acidente Vascular Encefálico é um importante agravo à saúde da população mundial, que cursa com prejuízos motores que podem comprometer os músculos mastigatórios. O objetivo deste estudo foi avaliar se a hemiparesia completa, proveniente de um AVE, pode causar maior comprometimento orofacial, alterando a atividade eletromiográfica e a força dos músculos mastigatórios associado à disfunção temporomandibular quando comparada à hemiparesia incompleta. Foram avaliados indivíduos hemiparéticos pós-ave com idade entre 18 a 75 anos. A amostra foi dividida em dois grupos, sendo: Hemiparéticos Completos contendo 29 indivíduos e hemiparéticos incompletos contendo 21 indivíduos. Todos os grupos foram submetidos à avaliação para diagnóstico da DTM através do RDC/TMD, força de mordida através do Dinamômetro da Kratos® e eletromiografia dos músculos mastigatórios empregando-se um eletromiógrafo de 4 canais da EMG System®. Os resultados obtidos foram computados e análise estatística realizada utilizando nível de significância de 95% (p<0,05), onde se observou diferença estatisticamente significante na DTM entre os hemiparéticos completos e incompletos (p=0,01). No entanto quanto a FM não foi observada diferença estatística intergrupos e/ou intragrupos. Quanto à função do membro superior, avaliada pelo SSQOL, e sua relação com a saúde oral, avaliada pelo OHIP-14, foi possível observar correlação estatisticamente significativa nos domínios Dor Física, Limitação Funcional, Desconforto Psicológico, Incapacidade Física, Incapacidade Social, Desvantagem Social e Incapacidade Psicológica. Em todos os domínios citados acima, as correlações foram negativas. Em relação à eletromiografia, foi observada diferença estatisticamente significativa durante o repouso, na avaliação intergrupos, tanto no lado direito (p=0,005) como no esquerdo (p=0,005). Verificou-se uma correlação negativa, de moderada magnitude (-0,643) (p=0,02), entre os sinais eletromiográficos em repouso e os indivíduos do sexo masculino que não apresentaram DTM no grupo de hemiparéticos completos. Quanto ao tempo de lesão, também foi observada uma correlação negativa, de moderada magnitude (-0,663) (p=0,00) entre o tempo de lesão e o sinal eletromiográfico em indivíduos sem DTM também no grupo dos hemiparéticos completos, o que nos permitiu concluir que existe relação entre DTM, tempo de lesão e EMG nos indivíduos hemiparéticos pós-acidente vascular encefálico, com exceção da FM que não mostrou relação com a hemiparesia. Por fim, a função orofacial precisa ser melhor compreendida, pois agregará valor imensurável na reabilitação destes indivíduos.
Abstract: Cerebrovascular Accident (Stroke) is an important aggravation to the health of the global population, which causes motor impairments that could compromise the masticatory muscles. The objective of this study was to evaluate complete hemiparesis, originating from a Stroke, which may cause greater orofacial compromise, altering the electromyographic activity and the force of the masticatory muscles associated to the temporomandibular dysfunction when compared to incomplete hemiparesis. Hemiparetic post-stroke individuals aged between 18 and 75 years of age were evaluated. The sample was divided into two groups: the Complete Hemiparetic group containing 29 individuals and the Incomplete Hemiparetic group containing 21 individuals. All of the groups were submitted to evaluation to diagnose TMD through RDC/TMD, bite force through the Kratos® Dynamometer and electromyography of the masticatory muscles employing a 4-channel electromyography of the EMG System®. The results obtained were computed and the statistical analysis was made using the significance of 95% (p<0.05), where the significant statistical difference was observed in the TMD between the complete and incomplete hemiparetic group (p=0,01). However, regarding the bite force in the intergroup and/or intragroup, a statistical difference was not observed. As to the function of the upper limb, evaluated by SSQOL, and its relation to oral health, evaluated by OHIP-14, it was possible to observe the statistically significant correlation in the domains of Physical Pain, Functional Limitation, Psychological Discomfort, Physical Incapacity, Social Incapacity, Social Disadvantage and Psychological Incapacity. In all the domains stated above, the correlations were negative. Regarding the electromyography, a statistical significant difference was observed during rest, in the intergroup evaluation, both on the right side (p=0.005) and on the left (p=0.005). A negative correlation was verified, of moderate magnitude (-0.643) (p=0.02), among the electromyographic signals at rest and the male individuals that did not present TMD in the complete hemiparetic group. As to the time of injury, a negative correlation was also observed, of moderate magnitude (-0.663) (p=0.00) between the time of injury and the electromyographic signal in individuals without TMD also in the complete hemiparetic group, which allowed us to complete the relation between the TMD, time of injury and EMG in hemiparetic individuals with stroke, except for bite force which did not show a relation with hemiparesis. Finally, the orofacial function needs to be better understood, because it aggregates immeasurable value to the rehabilitation of these individuals.
Palavras-chave: acidente vascular encefálico
transtornos da articulação temporomandibular
força de mordida
eletromiografia
músculos mastigatórios
cerebral vascular accident
temporomandibular joint disorders
bite force
electromyography
masticatory muscles
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: Silva, Fernanda Cordeiro da. Avaliação da atividade eletromiográfica, força de mordida e associação com disfunção temporomandibular em pacientes hemiparéticos pós-acidente vascular encefálico. 2015. 75 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1335
Data de defesa: 17-Dez-2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fernanda Cordeiro da Silva.pdfFernanda Cordeiro da Silva1,66 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.