Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/677
Tipo do documento: Dissertação
Título: Um estudo longitudinal das representações dos afrodescendentes em propagandas impressas 1980-2010.
Autor: Faria, Sibele Gomes de Santana 
Primeiro orientador: Nohara, Jouliana Jordan
Primeiro membro da banca: Ramuski, Carmen Lídia
Segundo membro da banca: Lopes, Evandro Luiz
Resumo: O objetivo desta dissertação consiste na análise e no consequente delineamento evolutivo das representações dos afrodescendentes em propagandas da mídia impressa de jornais de grande circulação no Brasil. Pretende-se responder qual a evolução da representação numérica e dos papéis atribuídos aos afrodescendentes na mídia impressa do Brasil no período 1980-2010? Se devidamente evidenciada, esta constatação pode ter um impacto prejudicial significativo tanto na construção da identidade dos afrodescendentes brasileiros quanto na percepção da sociedade em relação a esse grupo racial, promovendo a permanência das práticas de discriminação. Seguindo a abordagem sobre a evolução das representações de minorias sociais em meios de comunicação de Clark (1969), é possível construir a proposição de que as propagandas seguem uma cronologia peculiar nas representações dos afrodescendentes na mídia impressa, dividida em quatro fases: não reconhecimento, ridicularização, regulação e respeito. Consoante com os objetivos do trabalho busca-se a sustentação desta proposição em três arcabouços teóricos complementares: (i) modo de operação da ideologia de Thompson (2007; 2009); (ii) a estigmatização como um dos modos de operação da ideologia enfoque teórico construído por Goffman (1963) e (iii) a configuração estabelecidos-outsiders elaborada por Elias e Scotson (1965), que busca explicar a dinâmica da discriminação. O aporte metodológico empregado é a análise de conteúdo na versão de Kassarjian (1977), consagrada na área de comportamento do consumidor, o que se caracteriza segundo o autor como uma abordagem quantitativa. A unidade de pesquisa são propagandas impressas dos dois jornais de maior circulação no Brasil: a Folha de São Paulo e o Estado de São Paulo. As conclusões apontam uma baixa frequência dos afrodescendentes nas propagandas veiculadas em jornais impressos de 5,62% e os brancos tiveram uma frequência de 93,05% ao longo das três décadas analisadas. Este resultado em comparação com o Censo 2010 mostra que, entre a população de 190.755.799 brasileiros, 50,84% são afrodescendentes e desde o Censo de 1991, como bloco étnico, eles permanecem sub-representados nas propagandas brasileiras.
Abstract: The aim of this thesis is to identify the evolution of representations of African descent in print advertisements in newspapers of wide circulation in Brazil, covering the period 1980 to 2010. Within the evolution of such representation of African descent in Brazil, the question to investigate is to find out if there is a pattern that can be identified in terms of their roles in the print media. If properly demonstrated, this finding may have a significant detrimental impact in both the construction of the identity of Brazilians of African descent and the perception of society in relation to this racial group, promoting the persistence of discriminatory practices. Following the approach on the evolution of social representations of minorities in the media Clark (1969), it is possible to construct the proposition that the advertisements follow a particular timeline to representations of African descent in the print media, divided into four phases: non-recognition, ridicule, regulation and respect. The dissertation seeks to support this proposition in three complementary theoretical frameworks: (i) the concept of ideology developed by Thompson (2007, 2009); (ii) stigma as a mode of operation of ideology - theory originally built by Goffman (1963); and (iii) the setting 'established-outsiders' developed by Elias and Scotson (1965), which seeks to explain the dynamics of discrimination. The methodological approach is based on content analysis as it is used by Kassarjian (1977) consecrated in the area of consumer behavior, which is characterized according to the author as a quantitative approach. The Research Unit is print ads of the two largest circulation newspapers in Brazil: a Folha de São Paulo and Estado de São Paulo. This methodology is quite well utilized in the area of consumer behavior and can be characterized as a quantitative method. The research unit is constituted by print advertisements taken from two major newspapers in Brazil: Folha de Sao Paulo and the Estado de São Paulo. The findings point to a partial acceptance of the Clark chronology, showing some progress in the representation of African descent in print advertising.
Palavras-chave: relações raciais
mídia
propaganda
ideologia
race relations, media, ideology
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: Uninove
Departamento: Administração
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Citação: FARIA, Sibele Gomes de Santana. Um estudo longitudinal das representações dos afrodescendentes em propagandas impressas 1980-2010.. 2011. 154 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/677
Data de defesa: 2-Set-2011
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
B_Sibele Gomes de Santana.pdf4,52 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.