Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/73
Tipo do documento: Dissertação
Título: Condicionantes da eficácia do trabalho em equipes de gestão de projetos virtuais.
Título(s) alternativo(s): Condicionantes of the effectiveness of the work in teams of management of virtual projects.
Autor: Polete, Ana Carolina Angeli 
Primeiro orientador: Muritiba, Patrícia Morilha
Primeiro membro da banca: Rabechini Junior, Roque
Segundo membro da banca: Pereira, Denise Cardoso
Resumo: Há crescente interesse das organizações em realizar projetos com equipes virtuais, para inovar e buscar vantagens competitivas. Equipes virtuais são grupos de trabalhadores geograficamente distribuídos para colaborar numa multiplicidade de tarefas. Eles têm objetivos comuns e realizam tarefas interdependentes. O que diferencia as equipes virtuais das equipes tradicionais é o fato de seus integrantes não estarem fisicamente próximos. Ou seja, há fronteiras de espaço, tempo e organização. O ambiente destas equipes de projetos é complexo, envolvendo, muitas vezes, profissionais de múltiplas funções da empresa, de empresas diferentes e com expectativas diversas. A eficácia destas equipes virtuais é um assunto de crescente interesse. Um dos fatores que podem influenciar a eficácia da equipe é a sua maturidade que pode ser definida como o estado de estar totalmente desenvolvido; propõe o entendimento ou visibilidade de como o sucesso acontece, e as formas para prevenir os problemas comuns. Sendo assim, maturidade é associada a se evitar problemas ou confrontá-los de forma positiva (SCHLICHTER, 1999). Este estudo trata da análise dos efeitos da maturidade sobre a eficácia no desempenho do trabalho das equipes virtuais no contexto da gestão de projetos. Por meio de um estudo quantitativo, buscou analisar a hipótese de que quanto mais elevado o nível de maturidade da equipe virtual, maior a eficácia no desempenho do trabalho em equipe. Para isso, foi aplicado um questionário para 100 gerentes de projetos de equipes virtuais de uma empresa multinacional voltada para projetos na área de transporte, energia e gás. Os resultados obtidos não suportaram a hipótese de que a maturidade alta esteja relacionada com maior eficácia. Equipes consideradas não maduras no estudo também se avaliaram como eficazes. Isso sugere que a eficácia está relacionada a outros fatores que não só a maturidade. Dentre estes, o estudo sugere a realização de reuniões regulares como possíveis condicionantes da eficácia a serem investigados com maior intensidade em posteriores estudos.
Abstract: There is growing interest from organizations to conduct projects with virtual teams, in order to innovate and seek competitive advantages. Virtual teams are groups of geographically dispersed workers who collaborate on a multitude of tasks. They have common goals and perform interdependent tasks. What distinguishes virtual teams from traditional teams is the fact that its members are not physically close. That is, there are boundaries of space, time and organization. The environment of these project teams is complex, involving often professionals from multiple business functions, from different companies and different expectations. The effectiveness of virtual teams is a subject of growing interest. One factor that may influence the effectiveness of the team is maturity - which can be defined as the state of being fully developed, the proposed understanding or visibility into how success happens, and ways to prevent common problems. Thus, maturity is associated with problems or to avoid confronting them in a positive way (SCHLICHTER, 1999). This study deals with the analysis of the effects of maturity on effectiveness in performing the work of virtual teams in the context of project management. A quantitative study was performed to examine the hypothesis that the higher the maturity level of the virtual team, greater the efficiency in the performance of teamwork. For this, a questionnaire was administered to 100 project managers of virtual teams in a multinational company focused on projects in transport, energy and gas. The results do not support the hypothesis that the high maturity results in greater efficiency. Teams not considered mature in the study were also assessed as effective. This suggests that efficacy is related to other factors that not only maturity. Among these, the study suggests that regular meetings as possible predictors of efficacy should be investigated more intensively in subsequent studies.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: Uninove
Departamento: Administração
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão de Projetos
Citação: POLETE, Ana Carolina Angeli. Condicionantes of the effectiveness of the work in teams of management of virtual projects.. 2012. 92 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/73
Data de defesa: 26-Abr-2012
Aparece nas coleções:Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão de Projetos

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
B_Ana Carolina Angeli Polete.pdf497,63 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.