Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/797
Tipo do documento: Dissertação
Título: Intensidade constante ou ajustável de corrente elétrica não elicita diferentes níveis de fadiga do músculo quadríceps femoral durante sessões de estimulação elétrica neuromuscular em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica leve-moderada.
Título(s) alternativo(s): Constant intensity or Adjustable electric current not elicit different levels of fatigue of the quadriceps muscle during sessions of neuromuscular electrical stimulation in patients with chronic obstructive pulmonary disease mild-moderate.
Autor: Rondelli, Rafaella Rezende 
Primeiro orientador: Malaguti, Carla
Primeiro coorientador: Corso, Simone Dal
Primeiro membro da banca: Napolis, Lara Maris
Segundo membro da banca: Corrêa, João Carlos Ferrari
Resumo: A estimulação elétrica neuromuscular (EENM) tem sido aplicada em pacientes com DPOC. Apesar da intensidade da corrente elétrica desempenhar um papel importante no aumento da força muscular, esta tem sido mantida constante durante as sessões de EENM nestes pacientes. A proposta deste estudo foi avaliar a fadiga muscular após diferentes modalidades de EENM em pacientes com DPOC. 22 pacientes com DPOC foram randomizados para dois modos de EENM do quadríceps femoral (QF): (i) intensidade constante (IC), o qual a intensidade foi mantida fixa por 40 min; e (ii) intensidade ajustável (IA), o qual se iniciou como o modo IC, porém, com um ajuste após 5 min e mantido por 35 min. Avaliação eletromiográfica de fadiga do QF (pela frequência mediana: FM e root mean square: RMS) foi realizada em 40% da contração voluntária máxima pré e pós os modos de EENM. Os principais resultados foram: (i) a intensidade de corrente no modo IA foi significantemente maior do que o modo de IC (34,53±11,35 vs 36,22±10,41mA, p <0.05); (ii) para ambos modos de IC e IA houve redução da FM (75,28 para 70,08Hz e 72,36 para 69,28Hz - p < 0,05, respectivamente) e aumento da RMS (53,67 para 64,20 μv e 59,05 para 64,00μv p<0,05, respectivamente); e (iii) não foi observada diferença em relação aos níveis de fadiga entre os modos de IC e IA. Em conclusão, um único ajuste da intensidade durante a mesma sessão de EENM não é capaz de recrutar mais unidades motoras.
Abstract: Introduction: Neuromuscular electrical stimulation (NMES) has been applied in patients with chronic pulmonary obstructive disease (COPD). Despite the intensity of electrical current may play an important role in improving strength, it has not changed during the same NMES session. Aim: to assess the muscle fatigue after two different modalities of NMES in patients with COPD. Method and Material: 22 COPD patients (FEV1 = 51.1±16.3% pred) were randomized to two protocols (one week apart) of NMES of the quadriceps femoris with: (i) constant intensity, which was set at the maximal tolerance and maintained for 40 minutes (Maximal tolerance intensity constant, MTIC), and (ii) adjustable intensity, which was initially set as described MTIC, but it was incresead after five minutes of session and maintained for additional 35 minutes (Maximal tolerance intensity adjustable, MTIA). Surface electromyographic was used to analyse quadriceps femoris fatigue (median frequency: MF - Hz and root mean square: RMS - V) during 40% of maximal voluntary contraction pre and post-NMES sessions. Results: The intensity level in MTIA protocol was significantly higher than the MTIC (34.53±11.35 mA vs 36.22±10.41 mA, p <0.05). However, this difference was not enough to elicit difference in fatigue between modalities. For both constant and adjustable intensities, MF reduced (75.287.12 to 70.086.63 and 72.369.98 to 69.289.15, p < 0.05, respectively) and the RMS increased (53.6723.68 to 64.2028.70 and 59.0528.65 to 64.0028.49, p < 0.05, respectively). However, no difference was observed at fatigue between MTIC and MTIA. Conclusion: The only one adjustment during the same NMES session is not able to recruit more motor units, hence it was observed the same fatigue level between protocols.
Palavras-chave: DPOC
síndrome da disfunção muscular periférica
fadiga
EENM
COPD
syndrome of peripheral muscle dysfunction
fatigue
NMES
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: RONDELLI, Rafaella Rezende. Constant intensity or Adjustable electric current not elicit different levels of fatigue of the quadriceps muscle during sessions of neuromuscular electrical stimulation in patients with chronic obstructive pulmonary disease mild-moderate.. 2008. 137 f. Dissertação (Mestrado em Saúde) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/797
Data de defesa: 8-Dez-2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
B_Rafaella Rezende Rondelli.pdf1,35 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.