???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/979
Tipo do documento: Dissertação
Título: Forças propulsoras e restritivas na implementação da logística reversa em organizações industriais: estudo de casos múltiplos em organizações brasileiras
Autor: Andrade, Regiane Passariello 
Primeiro orientador: Vieira Junior, Milton
Primeiro membro da banca: Hermosilla, José Luís Garcia
Segundo membro da banca: Lucato, Wagner Cezar
Resumo: As organizações e os consumidores compreendem a importância da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente, porém é necessária a integração dos processos que vão desde a matéria prima até o consumidor final. Os processos de logística de distribuição, mesmo levando em consideração a integração dos elos da cadeia de suprimentos, não são suficientes para a obtenção da preservação do meio ambiente. Sendo assim, surge uma nova área que busca não só a sincronia entre os processos de distribuição dos produtos, mas principalmente o tratamento dos produtos pós consumo ou pós venda. O objetivo deste trabalho é identificar na literatura as forças propulsoras e restritivas mais comuns e relevantes na adoção das práticas de logística reversa. Após a identificação das forças na literatura, o presente trabalho por meio de estudo de múltiplos casos irá verificar a existência de tais forças nas organizações, para que então seja realizada a comparação entre a literatura e a realidade apurada em tais organizações. Os resultados do presente trabalho demonstram a identificação de forças propulsoras e restritivas na implementação da logística reversa encontradas na literatura, e que de acordo com o quadro referencial, são consideradas segundo o entendimento e relevância de cada organização pesquisada. A força propulsora mais citada pelos autores pesquisados foi a relação das atividades de logística reversa com a preservação do meio ambiente, força essa também verificada como propulsora em todas as organizações pesquisadas, já a força restritiva mais citada pelos autores foi a legislação, devido a falta de entendimento de algumas organizações sobre sua aplicação e sanções. Tal identificação e comparação das forças restritivas e propulsoras serve de base para que os gestores possam conhecer as possíveis forças que envolvem a implementação da logística reversa, mas é importante salientar que os resultados não podem ser generalizados para todas as organizações e segmentos, para tanto recomenda - se a ampliação dos estudos relacionados a implementação da logística reversa nas organizações.
Abstract: Organizations and consumers understand the importance of sustainability and preservation of the environment, but the integration of processes ranging from raw materials to the final consumer is required. The distribution logistics processes, even taking into account the integration of the supply chain links are not sufficient to obtain the preservation of the environment. Thus, a new area arises that seeks not only the timing of the distribution process of the products, but mainly the treatment of post-consumer products and after sales. The objective of this work is to identify in literature the driving and restraining forces most common and relevant to the adoption of reverse logistics practices. After identifying the strengths in the literature, this paper through multiple case study will verify the existence of such forces in organizations, so that is performed the comparison between literature and reality calculated in such organizations. The results of this study demonstrate the identification of driving and restraining forces in the implementation of reverse logistics in the literature, and that according to the reference frame, are considered as per the understanding and relevance of each company studied. The driving force most cited by the authors surveyed was the relationship of reverse logistics activities with the preservation of the environment, this force also seen as a driver in all the surveyed organizations, since the restraining force most cited by the authors was the law, due to lack of understanding of some organizations on their application and sanctions. Such identification and comparison of restrictive and driving forces is the basis for that managers are aware of the possible forces involving the implementation of reverse logistics, but it is important to note that the results can not be generalized to all organizations and segments, therefore recommend the expansion of studies related to implementation of reverse logistics in organizations.
Palavras-chave: logística reversa
forças propulsoras
forças restritivas
reverse logistics
propulsion forces
restrictive forces
Área(s) do CNPq: ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE PRODUCAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: Uninove
Departamento: Engenharia
Programa: Programa de Mestrado em Engenharia de Produção
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/979
Data de defesa: 22-Aug-2014
Appears in Collections:Programa de Mestrado em Engenharia de Produção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Regiane Passariello Andrade.pdfRegiane Passariello Andrade1,36 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.