???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1022
Tipo do documento: Dissertação
Título: Formação continuada: experiências docentes
Título(s) alternativo(s): Educación continua: experiencias del maestro
Autor: Infante, Angela Maria 
Primeiro orientador: Dias, Elaine Teresinha Dal Mas
Primeiro membro da banca: Almeida , Cleide Rita Silvério de
Segundo membro da banca: Franco , Maria Laura Puglisi Barbosa
Resumo: A Secretaria de Estado da Educação (SEE-SP) desenvolve programas de formação continuada para a melhoria da qualidade na prática pedagógica dos professores do Ciclo I. Esta pesquisa teve como objeto uma destas ações, o programa de formação continuada denominado Letra e Vida (2003), conhecido como Ler e Escrever (2014), após uma década de sua implantação. Como objetivo, propõe-se identificar, nos relatos de professoras, as percepções e/ou compreensões sobre os cursos de formação continuada e como isso se reflete na prática pedagógica. Partiu-se da hipótese de que professores que participaram e/ou participam desses cursos de formação não necessariamente modificam a prática pedagógica. Foram realizadas entrevistas não-diretivas, com seis professoras que participaram das primeiras turmas do programa Letra e Vida e que ainda atuam em três escolas da rede estadual. A partir da análise de conteúdo das entrevistas, as questões levantadas foram analisadas à luz da Teoria da Complexidade na proposição de Edgar Morin, levando em conta os princípios norteadores do pensamento complexo: hologramático, dialógico e recursivo, princípio da incerteza, bem como, os conceitos de compreensão complexa e dos complexos imaginários. A educação pautada no pensamento complexo significa superar a visão do pensamento simplificador e reducionista. As conclusões confirmam a hipótese da qual se partiu e espera-se que as considerações feitas a partir delas possam servir de subsídios para outros estudos.
Abstract: La Secretaría de Estado de Educación (SEE-SP) desarrolla programas de formación continua para mejorar la calidad de las prácticas pedagógicas de los profesores del Ciclo I. Esta investigación tuvo como objeto una de estas acciones, el programa de formación continua denominado Letra y Vida (2003), conocido como Leer y Escribir (2014), después de una década de su implantación. El objetivo a que se propone es identificar, en los relatos de profesoras, las percepciones y/o comprensiones acerca de los cursos de formación continua y como se reflejan en la práctica pedagógica. La hipótesis inicial es de que maestros que participaron y/o participan de estos cursos de formación no cambian, necesariamente, la práctica pedagógica. Fueron realizadas entrevistas no directivas con seis profesoras que participaron de los primeros equipos del programa Letra y Vida y que, además, trabajan en tres escuelas del sistema estadual de enseñanza. A partir del análisis de contenido de las entrevistas, se analizaron las cuestiones planteadas a la luz de la Teoría de la Complejidad propuesta por Edgar Morin, teniendo en cuenta los principios fundamentales del pensamiento complejo: la dialogía, la hologramía, la recursividad y el principio de la incertidumbre, así como los conceptos de comprensión compleja y de los complejos imaginarios. La educación basada en el pensamiento complejo significa superar la visión de la simplificación y del pensamiento reduccionista. Los resultados de esta investigación confirman la hipótesis inicial y se espera que las consideraciones hechas pueden servir como soporte para otros estudios.
The Department of Education from São Paulo State (SEE-SP) develops continuing education programs to improve the quality of pedagogical practices of teachers from Cycle I. This research had as object of study the actions, of the continuing education program, after a decade of its implementation, called Letra e Vida (2003), know as Ler e Escrever (2014). The purpose of the study is to identify, on the teachers’ perspective, their perceptions and/or insights into the continuing education courses and how they reflected on pedagogical practice. It started from the hypothesis that teachers who participated and/ or still participates in these training courses not necessarily change pedagogical practice. Non-directive interviews were conducted with six teachers who participated in the first classes of Letra e Vida program and are still working in three schools in the state system. From the interviews content analysis, the issues raised were analyzed on the light of Complexity Theory, proposed by Edgar Morin, taking into account the guiding principles of complex thinking: holographic, dialogic and recursive, the uncertainty principle, as well as the concepts of understanding complex and imaginary complex. The education base on complex thinking means overcoming the vision of simplifying and reductionist thinking. The as findings confirmed the initial hypothesis and it is expected that the considerations made from them could serve as support for other studies.
Palavras-chave: complexidade
formação continuada
alfabetização
complexity
continuing education
literacy
complejidad
educación continua
alfabetización
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: Infante, Angela Maria. Formação continuada: experiências docentes. 2015. 151 f. Dissertação ( Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1022
Data de defesa: 27-Mar-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Angela Maria Infante.pdfAngela Maria Infante1,2 MBAdobe PDFDownload/Open Preview    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.