???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1205
Tipo do documento: Dissertação
Título: Programa ler e escrever: a formação sob a perspectiva das alunas pesquisadoras
Autor: Liberato, Amanda Maria Franco 
Primeiro orientador: Vercelli, Ligia de Carvalho Abões
Primeiro membro da banca: Vercelli, Ligia de Carvalho Abões
Segundo membro da banca: Haas, Celia Maria
Terceiro membro da banca: Stangherlim, Roberta
Quarto membro da banca: Bioto-Cavalcanti, Patrícia Aparecida
Resumo: O objeto da presente pesquisa é a formação da aluna pesquisadora sob a perspectiva desses atores. Teve por objetivo geral analisar a formação sob a perspectiva das alunas pesquisadoras de três Instituições de Educação Superior parceiras do Programa Ler e Escrever/Escola Pública e Universidade na Alfabetização/Bolsa Alfabetização do Governo do Estado de São Paulo. Como objetivos específicos, elencamos os seguintes: verificar se a aluna pesquisadora desenvolve atividades para serem entregues nos encontros de formação e verificar com as alunas pesquisadoras se os professores formadores possibilitam momentos de troca de conhecimentos advindos da prática nos encontros de formação. Partimos da hipótese de que a formação da aluna pesquisadora não ocorre de maneira efetiva por parte de algumas IESs contrariando as diretrizes estabelecidas pelo Programa oficial e, assim, buscamos responder as seguintes perguntas: Como ocorre a formação das alunas pesquisadoras nas universidades? Com qual frequência? Quais os temas abordados nessa formação? As discussões permitem que a aluna pesquisadora relacione teoria e prática pedagógica e se aproprie dos fundamentos da alfabetização? A formação permite que o estágio em salas de alfabetização seja vivenciado sob outra ótica? Qual? O universo da pesquisa foram três IESs privadas localizadas na cidade de São Paulo cujos sujeitos foram seis alunas pesquisadoras que cursam Pedagogia, sendo duas de cada instituição. Utilizou-se metodologia de cunho qualitativo, utilizando a entrevista semiestruturada como instrumento de coleta de dados, além de análise dos documentos oficiais que regem o referido Programa, a saber: Comunicado SE – 86 de 2007, Resolução SE – 86 de 2007, Decreto nº 51627 de 2007 e Resolução SE – 90 de 2008. Analisamos as entrevistas utilizando a Análise de conteúdo segundo Bardin (2011). A pesquisa se fundamentou nos seguintes autores: Ferreiro (1995, 2003); Lerner (1995 e 2002) e Soares (1985, 2009 e 2011) para fundamentar as categorias alfabetização e letramento; Contreras (2012), Nóvoa (1992) e Tardif (2002) para referendar a categoria formação inicial de professores. Como resultados constatamos que as alunas pesquisadoras da faculdade A e B recebem formação mais voltada aos aspectos administrativos, com poucas horas de estudo e reflexão dificultando a apreensão dos conceitos básicos referentes ao processo de alfabetização, mostrando-se inseguras quando imersas na escola, enquanto que as alunas pesquisadoras da universidade C recebem formação mais voltada aos aspectos pedagógicos, possibilitando que elas tenham maior contato com os autores que discutem a alfabetização numa perspectiva construtivista, levando-as a melhor compreensão dos conceitos e, consequentemente, dos procedimentos adotados pelas professoras regentes. Conclui-se que as alunas pesquisadoras das faculdades A e B necessitam de aprofundamento teórico a respeito dos conceitos referentes à alfabetização para melhor atuação em sala de aula.
Abstract: The object of this research is the formation of the student researcher under the perspective of these actors. The general purpose was to analyze the formation under the perspective of students’ researchers in three Institutions of Higher Education (IHE) partners of the Program Read and Write / Public School and University in Literacy / Literacy Exchange of the Government of the State of São Paulo. As specific objectives we listed the following: check if the student researcher develops activities to be delivered in training meetings and verify the students researchers if the advisor professors allow moments of exchange of knowledge coming from the practice in training meetings. Our hypothesis is that the formation of the student researcher does not occur effectively by some IHEs contrary the guidelines established by the official program and thus we seek to answer the following questions: How goes the training of students researchers in universities? How often? What are the topics covered in this training? Discussions allow the student researcher relates theory and teaching practice and takes ownership of the fundamentals of literacy? The training allows the stage in literacy courses is experienced from another viewpoint? Which? The universe of the research were three private IHEs located in São Paulo city whose subjects were six students researchers that study Pedagogy, from two of each institution. We used qualitative matrix method using a semi-structured interview as data collection instrument, as well as analysis of official documents governing this Program, namely: Communication SE 86, 2007; Resolution SE 86, 2007; Decree No. 51627, 2007, and Resolution SE 90, 2008. We have analyzed the interviews using the content analysis according to Bardin (2011). The research was based on the following authors: Ferreiro (1995 and 2003); Lerner (1995 and 2002) and Smith (1985, 2009 and 2011) in order to support the categories alphabetization and literacy; Contreras (2012), Nóvoa (1992) and Tardiff (2002) to reference the initial category of teacher education. As a result the researchers found that students in school A and B receive training more focused on administrative aspects, with few hours of study and reflection hindering the assessment of the basic concepts related to the literacy process, showing unsafe when immersed in school while the students researchers of the university C receive more geared to the pedagogical aspects of training, enabling them to have greater contact with the authors who discuss literacy in a constructivist perspective leading them to a better understanding of the concepts and therefore the procedures adopted by the regents teachers. We conclude that the students researchers from colleges A and B require theoretical study about the concepts related to literacy for better performance in the classroom.
Palavras-chave: Projeto ler e escrever
formação de alunos pesquisadores
formação inicial de professores
instituição de educação superior
curso de pedagogia
Initial teacher education
institution of higher education
the pedagogy course.
read and write project
training students researchers
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais
Citação: Liberato, Amanda Maria Franco. Programa ler e escrever: a formação sob a perspectiva das alunas pesquisadoras. 2015. 145 f. Dissertação( Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1205
Data de defesa: 25-Nov-2015
Appears in Collections:Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Amanda Maria Franco Liberato.pdfAmanda Maria Franco Liberato959,36 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.