Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1327
Tipo do documento: Dissertação
Título: Pressão Inspiratória Máxima (PIMAX) é melhor preditor de sucesso na extubação que o Índice de Respiração Rápida e Superficial (IRRS)
Título(s) alternativo(s): Maximum Inspiratory Pressure (MIP) is best predictor of successful extubation the Rapid Breathing Shallow Index (RSBI)
Autor: Bien, Umilson dos Santos 
Primeiro orientador: Jorge, Luciana Maria Malosa Sampaio
Primeiro membro da banca: Jorge, Luciana Maria Malosa Sampaio
Segundo membro da banca: Chiavegato, Luciana Dias
Terceiro membro da banca: Lanza, Fernanda de Cordoba
Resumo: Objetivo: investigar o valor preditivo da pressão inspiratória máxima e do índice de respiração rápida e superficial utilizados em um protocolo de desmame ventilatório e extubação e sua diferença entre pacientes clínicos e cirúrgicos em uma unidade de terapia intensiva de hospital de alta complexidade. Metodologia: estudo prospectivo e transversal, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Adulto do Conjunto Hospitalar do Mandaqui (UTI-CHM), na cidade de São Paulo/SP. Foram incluídos no estudo pacientes que deram entrada na UTI-CHM em intubação oro-traqueal, ventilação mecânica, de ambos os sexos, com idade acima de 15 anos e que preenchessem os critérios do protocolo de desmame e extubação. Foram calculadas as curvas ROC para avaliar a performance de cada índice, valor preditivo positivo, valor preditivo negativo, razão de verossimilhança positiva, razão de verossimilhança negativa, bem como a acurácia e posterior regressão logística. Resultados: 195 pacientes foram incluídos, dos quais 150 (76,92%) apresentaram sucesso e 45 (23,07%) falha na descontinuação da ventilação mecânica. A análise da curva ROC mostrou que a PImax tem maior sensibilidade e especificidade no grupo geral do que o IRRS, (AUC= 0,95 x 0,89) e razão de verossimilhança (20,85 positiva e 0,07 negativa para a PImax, e 9,45 positiva e 0,17 negativa para o IRRS) bem como nos pacientes clínicos (AUC = 0,99 x 0,90) e razão de verossimilhança(24,66 positiva e 0,01 negativa para a PImax, e de 7,22 positiva e 0,15 negativa para o IRRS) e cirúrgicos (AUC = 0,99 x 0,87) com razão de verossimilhança (9,33 positiva e 0,07 negativa para a PImax e de 5,86 positiva e 0,14 negativa para o IRRS). A regressão logística mostrou que a PImax é significantemente importante entre o grupo sucesso e insucesso (p< 0,001) e que o IRRS também apresenta importância significante entre os dois grupos (p< 0,003). A acurácia da PImax mostrou-se maior (grupo geral = 0,93, clínicos = 0,98 e cirúrgicos = 0,93) do que o IRRS (grupo geral = 0,85, clínicos = 0,87 e cirúrgicos = 0,87). Conclusão: A PImax e o IRRS são bons preditores de sucesso no processo de desmame ventilatório, sendo a PImax melhor preditor que o IRRS em nosso estudo.
Abstract: Objective: To investigate the predictive value of maximal inspiratory pressure and the rapid shallow breathing index used in a weaning and extubation protocol and its difference between clinical and surgical patients in an intensive care unit of high complexity hospital. Methodology: A prospective cross-sectional study, conducted at the Adult Intensive Care Unit of the Hospital of Mandaqui (ICU-CHM), in São Paulo / SP. The study included patients who were admitted to the ICU-CHM in oro-tracheal intubation, mechanical ventilation, of both sexes, aged over 15 years and meet the criteria of weaning and extubation protocol. ROC curves were calculated to evaluate the performance of each index, positive predictive value, negative predictive value, positive likelihood ratio, negative likelihood ratio, as well as the accuracy and subsequent logistic regression. Results: 195 patients were included, of which 150 (76.92%) were successful and 45 (23.07%) failure to discontinue mechanical ventilation. The ROC curve analysis showed that the MIP has higher sensitivity and specificity in the general group of the RSBI, (AUC = 0.95 x 0.89) and likelihood ratio (positive 20.85 and 0.07 negative for MIP and 9.45 positive and negative 0.17 for IRRS) as well as in clinical patients (AUC = 0.99 x 0.90) and likelihood ratio (24.66 positive and negative 0.01 for MIP, and positive and negative 0.15 7.22 for the RSBI) and surgical (AUC = 0.99 x 0.87) with likelihood ratio (9.33 positive and negative 0.07 for MIP and 5.86 positive and 0.14 negative for the RSBI). Logistic regression showed that the MIP is significantly important between success and failure in groups (p <0.001) and that the RSBI also has significant importance between the two groups (p <0.003). The accuracy of MIP was higher (general group = 0.93, = 0.98 clinical and surgical = 0.93) than the RSBI (general group = 0.85, = 0.87 clinical and surgical = 0, 87). Conclusion: MIP and RSBI are good predictors of success in the weaning process, the MIP being best predictor that RSBI in our study.
Palavras-chave: pressão inspiratória máxima
desmame
índice de respiração rápida e superficial
ventilação mecânica
desmame ventilatório
maximal inspiratory pressure
weaning
rapid shallow breathing index
mechanical ventilation
weaning
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: Bien, Umilson dos Santos. Pressão inspiratória máxima (PIMAX) é melhor preditor de sucesso na extubação que o índice de respiração rápida e superficial (IRRS). 2014. 42 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1327
Data de defesa: 26-Nov-2014
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Umilson dos Santos Bien.pdfUmilson dos Santos Bien471,65 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.