???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1552
Tipo do documento: Dissertação
Título: Relação entre o índice de Kessner modificado por Takeda com os indicadores de gravidade nos partos da zona leste da cidade de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Relationship between the Kesnner Index modified by Takeda with the severity indicators in the eastern part of the city of São Paulo
Autor: Souza, Ivelise Araujo de 
Primeiro orientador: Serinolli, Mario Ivo
Primeiro membro da banca: Serinolli, Mario Ivo
Segundo membro da banca: Escrivão Junior, Álvaro
Terceiro membro da banca: Novaretti, Marcia Cristina Zago
Quarto membro da banca: Padilha, Katia Grillo
Quinto membro da banca: Barbosa, Antonio Pires
Resumo: As causas principais dos óbitos maternos em países em desenvolvimento e em subdesenvolvimento são, em sua maioria, evitáveis e estão diretamente relacionadas a morbidades decorrentes do processo gestacional, parto e puerpério, sendo as de maior prevalência as hemorragias pós-parto, alterações hipertensivas, sepse, partos obstruídos e complicações relacionadas ao aborto inseguro. A morbidade antecede a morte, e a morte materna atinge direta e indiretamente a sociedade, impactando ao menos três famílias, além de ser potencial gerador de problemas sociais advindos da criança que ficou sem a mãe. Esse é um dos principais motivos para se preocupar com estudos que abordem a morbidade materna e as suas causas. Trata-se de um estudo descritivo, transversal de caráter quantitativo baseado na análise das variáveis do cartão da gestante e os diagnósticos identificados nos resumos de alta. Os dados foram coletados por meio de uma pesquisa de campo realizada nos bairros: Sapopemba, Aricanduva, São Mateus e Cidade Tiradentes (zona leste da cidade de São Paulo). O objetivo da presente pesquisa é identificar as relações da aplicação do Índice de Kessner modificado por Takeda no cartão da gestante com os indicadores de gravidade no parto. Para tal, o método utilizado foi a análise e categorização dos dados do preenchimento das variáveis do cartão da gestante utilizando o Índice de Kessner modificado por Takeda. Posteriormente, considerando a tabela de procedimentos SUS, foram identificados nos resumos de alta os indicadores de gravidade. Foram analisados nos cartões das gestantes e resumos de alta (n = 360) diagnósticos e procedimentos especiais que pudessem contemplar o critério de morbidade materna e outros procedimentos não habitualmente utilizados no período gravídico-puerperal. A análise estatística foi utilizada para identificar associações entre categorização pelo Índice de Kessner modificado por Takeda e os indicadores de gravidade presentes nos resumos de alta. No que se refere aos resultados, observou-se que na relação dessa categorização com os indicadores de gravidade, há uma maior incidência de riscos para a categorização inadequado 8,89% quando comparados ao adequado 1,67% e o intermediário 4,44%. A assistência pré-natal da zona leste de São Paulo foi classificada como intermediária (56,9%). Vale ressaltar que 84,7% apresentaram alguma inadequação se considerarmos o que preconiza o Ministério da Saúde, apenas 15,3% (adequado) cumpriram os requisitos. As inadequações mais relevantes no cartão da gestante: 79,4 % de ausência de registros na segunda solicitação da sorologia para sífilis e 81,8% de ausência de registros do ABO – Rh.
Abstract: The main causes of maternal deaths in developing and underdeveloped countries are mostly preventable and are directly related to morbidities arising from the gestational process, childbirth and puerperium, being the most prevalent postpartum hemorrhages, hypertensive alterations, sepsis, Obstructed deliveries and complications related to unsafe abortion. Morbidity predates death, and maternal death directly and indirectly affects society, impacting at least three families, as well as being a potential source of social problems arising from the child who was left without the mother. This is one of the main reasons to be concerned with studies that address maternal morbidity and its causes. It is a descriptive, cross-sectional quantitative study based on the analysis of the variables of the pregnant woman's card and the diagnoses identified in the discharge summaries. The data were collected through a field survey conducted in the following neighborhoods: Sapopemba, Aricanduva, São Mateus and Cidade Tiradentes (eastern zone of the city of São Paulo). The objective of the present research is to identify the relations of the application of the Kessner Index modified by Takeda in the card of the pregnant woman with the indicators of severity in childbirth. For this, the method used was the analysis and categorization of the data of filling the variables of the pregnant woman's card using the Kessner Index modified by Takeda. Subsequently, considering the SUS procedures table, the severity indicators were identified in the discharge summaries. Diagnoses and special procedures were analyzed in the cards of the pregnant women and high summaries (n = 360) that could include the criterion of maternal morbidity and other procedures not usually used in the pregnancy-puerperal period. Statistical analysis was used to identify associations between categorization by the Kessner Index modified by Takeda and the severity indicators present in the discharge summaries. Regarding the results, it was observed that in the relationship of this categorization with the severity indicators, there is a higher incidence of risks for inappropriate categorization 8.89% when compared to the appropriate 1.67% and the intermediate 4.44%. Prenatal care in the eastern zone of São Paulo was classified as intermediate (56.9%). It is worth mentioning that 84.7% presented some inadequacy if we consider what the Ministry of Health recommends, only 15.3% (adequate) met the requirements. The most relevant inadequacies in the pregnant woman 's card: 79.4% of absence of records in the second request of serology for syphilis and 81.8% of absence of ABO - Rh registries.
Palavras-chave: morbidade materna
pré-natal
cartão da gestante
índice de Kessner modificado por Takeda
indicadores de gravidade
maternal morbidity
prenatal care
pregnancy card
Kessner's index modified by Takeda
severity indicators
Área(s) do CNPq: ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE SETORES ESPECIFICOS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Administração
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde
Citação: Souza, Ivelise Araujo de. Relação entre o índice de Kessner modificado por Takeda com os indicadores de gravidade nos partos da zona leste da cidade de São Paulo. 2016. 99 f. Dissertação( Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde) - Universidade Nove de Julho,São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1552
Data de defesa: 13-Dec-2016
Appears in Collections:Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ivelise Araujo de Souza.pdfIvelise Araujo de Souza1 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.