???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1892
Tipo do documento: Tese
Título: Efeito do treino de marcha em esteira e com realidade virtual sobre o equilíbrio e marcha de indivíduos com doença de Parkinson: ensaio clínico controlado aleatorizado cego
Título(s) alternativo(s): Effect of gait training using a treadmill and virtual reality on balance and gait in individuals with parkinson's disease: a randomized, controlled, blind, clinical trial
Autor: Melo, Gileno Edu Lameira de 
Primeiro orientador: Oliveira, Claudia Santos
Primeiro coorientador: Kleiner, Ana Francisca Rozin
Primeiro membro da banca: Oliveira, Claudia Santos
Segundo membro da banca: Politti, Fabiano
Terceiro membro da banca: Jorge, Luciana Maria Malosá Sampaio
Quarto membro da banca: Alves, Vera Lucia dos Santos
Quinto membro da banca: Cau, Nicola
Resumo: Objetivo: Verificar o efeito do treino de marcha com realidade virtual em comparação com treino de marcha em esteira e treino de marcha livre sobre o equilíbrio e a marcha de indivíduos com doença de Parkinson (DP). Material e método: Estudo I: Foi realizada uma revisão sistemática com uma busca em quatro bases de dados com as seguintes palavras chave e seus sinônimos: doença de Parkinson, Marcha, Terapia de exposição à realidade virtual, publicados entre 2011 e 2016. Estudo II: Descrição detalhada do protocolo do estudo. Estudo III: A amostra populacional foi composta de 37 indivíduos com DP, alocados randomicamente em três grupos (Grupo Controle; Grupo Esteira e Grupo Realidade Virtual). Os participantes foram avaliados: pré-intervenção, efeito imediato, pós-intervenção e um mês após a última intervenção. A avaliação foi composta pela Escala de Hoehn e Yahr, pela seção motora da Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson e a percepção da qualidade de vida pelo questionário de Qualidade de Vida na Doença de Parkinson (PDQ-39). Para avaliação da caminhada de longa distância, realizou o Teste de Caminhada de 6 minutos, utilizando o sensor inercial G-WALK- BTS e os parâmetros clínicos da Frequência Cardíaca, Pressão Arterial e escala de Borg modificada. Os treinos foram realizados durante quatro semanas, com três sessões por semana, com duração de 20 minutos de treino. Estudo IV: 37 parkinsonianos foram alocados em grupo controle, grupo esteira e grupo Xbox. Realizaram quatro avaliações distintas antes da intervenção, após a primeira sessão de treino, após 12 sessões de treino e 30 dias após o último treino. As avaliações foram constituídas dos seguintes testes e escalas: Escala de Hoehn e Yahr, pela seção motora da Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson e a percepção da qualidade de vida, pelo questionário de Qualidade de Vida na Doença de Parkinson (PDQ-39), Escala de Equilíbrio de Berg, Teste de Tinetti. E para avaliação dos parâmetros espaço temporais da marcha, Teste Timed Up and Go, utilizando o sensor inercial G-WALK- BTS. Foram realizadas 12 sessões de treino para cada grupo. Resultados: Estudo I: 21 estudos foram encontrados com uma qualidade metodológica de 5 pontos ou mais na escala PEDro e submetido à publicação na Revista Arquivos de Neuropsiquiatria. Estudo II: artigo publicado na revista Terapia Manual. Estudo III: O grupo Realidade virtual e Esteira apresentou estatisticamente melhora nos parâmetros da distância e velocidade, durante o teste de caminhada de 6 minutos em relação ao grupo controle (p<0,05). Não foram encontradas diferenças significativas entre o grupo esteira e o grupo Realidade Virtual. O estudo IV: Para as escalas clínicas, os grupos Esteira e XBOX apresentaram melhores escores para a Escala de Berg, Tinetti-equilíbrio e cognição e mobilidade do PDQ-39 do que o grupo controle. Conclusão: os resultados dos estudos III e IV sugerem que o treino com RV, quando utilizado para a melhoria da mobilidade, equilíbrio e dos parâmetros espaço temporais da marcha, tem efeito positivo em indivíduos com DP tanto quanto o treinamento em esteira.
Abstract: Objective: Determine the effect of gait training with virtual reality in comparison to over ground training and treadmill training on balance and gait in individuals with Parkinson’s disease. Material and Methods: Study I: A systematic review was performed of articles published between 2011 and 2016 retrieved from four databases using the following keywords and synonyms: Parkinson’s Disease, Gait, and Virtual Reality Exposure Therapy. Study II: Detailed description of the study protocol. Study III: A population-based sample was composed of 37 individuals with Parkinson’s randomly allocated to three groups (control, treadmill and virtual reality). The participants were evaluated on four occasions: pre-intervention; immediately after first intervention session; post-intervention; and one month after last intervention session). Evaluations involved the administration of the Hoehn & Yahr scale, the motor section of the Unified Parkinson’s Disease Rating Scale and Parkinson ’s disease Questionnaire (PDQ-39 for the evaluation of quality of life). Long-distance walking was evaluated using the Six-Minute Walk Test with the aid of the G-WALK (BTS) inertial sensor and monitoring of heart rate, blood pressure and perceived exertion (modified Borg scale). Training was performed in 20-minute sessions at a frequency of three sessions per week for four weeks. Study IV: Thirty-seven individuals with Parkinson’s were allocated to a control group, treadmill group and Xbox group Training in each group was performed in 12 sessions. The participants were evaluated on four occasions: pre-intervention; immediately after first training session; after 12 sessions; and one month after last training session). The evaluations involved the administration of the Hoehn & Yahr scale, the motor section of the Unified Parkinson’s Disease Rating Scale, Parkinson’s Disease Questionnaire (PDQ-39 for the evaluation of quality of life), the Berg Balance Scale, and the Tinetti Test. For the evaluation of spatiotemporal gait variables, the Timed Up and Go test was performed using the G-WALK (BTS) inertial sensor. Results: Study I: Twenty-one studies with a methodological quality of 5 or more points on the PEDro scale were analyzed and the review was published in the journal Archives of Neuropsychiatry. Study II: Protocol study published in the journal Manual Therapy. Study III: Significant improvements in the distance travelled and velocity on the Six-Minute Walk Test were found in the virtual reality and treadmill groups in comparison to the control group (p < 0.05), whereas no significant differences were found between the virtual reality and treadmill groups. Study IV: Improvements in the Berg Balance Scale, Tinetti balance and cognition subscales and mobility domain of the PDQ-39 were found in the treadmill and Xbox groups in comparison to the control group. Conclusion: The results of Studies III and IV suggest that, when used with the aim of improving mobility, balance and spatiotemporal gait variables in individuals with Parkinson’s disease, training with virtual reality is as effective as treadmill training.
Palavras-chave: doença de Parkinson
Treino de marcha em esteira
Realidade Virtual
Equilíbrio
Marcha
Parkinson’s disease
treadmill training
virtual reality
balance
gait
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: Melo, Gileno Edu Lameira de. Efeito do treino de marcha em esteira e com realidade virtual sobre o equilíbrio e marcha de indivíduos com doença de Parkinson: ensaio clínico controlado aleatorizado cego. 2017. 139 f. Tese( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1892
Data de defesa: 24-Oct-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gileno Edu Lameira de Melo.pdfGileno Edu Lameira de Melo2,25 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.