Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/527
Tipo do documento: Dissertação
Título: E agora, José?: educação e transformação social.
Autor: Ferreira, Valdir
Primeiro orientador: Romão, José Eustáquio
Primeiro membro da banca: Keim, Ernesto Jacob
Segundo membro da banca: Gohn, Maria da Glória Marcondes
Resumo: O mundo emergente no limiar do século XXI manifesta uma indiscutível hegemonia do neoliberalismo e revela, como cenário provável, a ampliação da desigualdade entre os homens e as nações. O fim do século passado parece ter enterrado, com a estrondosa queda do chamado Socialismo Real e o definhamento dos Estados de Bem Estar Social , as possibilidades de emergência de um processo de transformação social na direção de um mundo de justiça e igualdade. Neste mesmo cenário, constatamos a existência de um processo de deslegitimação dos Estados Nacionais e dos sistemas de valores e de poderes tradicionais, sejam eles institucionais ou ligados à sociedade civil, como os partidos e os sindicatos. No entanto, verificamos que esse vácuo de legitimidade para o exercício de funções centralizadas de governabilidade passa a ser ocupado por novas formas de ação e de poder local, que passam a exercer funções antes restritas aos canais institucionais. A comunidade, por meio de novos movimentos sociais, começa a ampliar sua participação na fiscalização, exercício e elaboração de políticas públicas, o que exige ampliação de sua capacidade de apropriar-se de informações, de refletir e de elaborar propostas de caráter social. Este trabalho procura discutir as possibilidades objetivas de que este novo processo de participação popular traga em si uma capacidade potencial, mas objetivamente possível, de transformação social para um mundo mais justo, isto é, que seja capaz de inserir-se na construção de um processo contra-hegemônico. Por outro lado, constatamos, no Brasil, uma ampliação do acesso à escola pública de ensino fundamental, uma escola que exercita novas orientações pedagógicas, avançando no sentido de buscar sua autonomia e exercer uma prática cidadã. Este trabalho pretende mostrar que esta nova escola pública detém a possibilidade de interagir, sob formas transformadoras, com estes novos movimentos sociais emergentes no seu entorno. Mais explicitamente, procuramos analisar as possibilidades de que esta escola possa vir a exercer um novo papel social, transformando-se em instrumento de sistematização de informações, realização de pesquisas e de reflexões intelectuais necessárias aos movimentos populares para realizar suas novas tarefas. Esta seria a forma possível de integração da escola, com sua especificidade de elaboração intelectual, na construção de um processo contrahegemônico.
Abstract: The emergent world, at the limiar of 21st century, manifests indisputable neo-liberalism hegemony and reveals, as probable scenery, the amplifying of the inequality among men and nations. The end of the last century seems to be buried with the clangorous fall of the named Real Socialism , the fade of the Well Fare States and the growing possibilities of the social transformation process, straight to a just and equitable world. In this same scenery, the ascertain of the existence of unlawful process of National States and the worth systems and the traditional powers, institutional or connected to the civilian society, like political parties and trade unions. Nevertheless, we verify that this legitimacy vacuum to the exercise of centralized government functions turns to be exercised by new forms of actions and local power, that run functions once restrict to institutional canals. The community, through associations and social movements, begin to enlarge its participation in inspection, practice and elaboration of public policies, what demands amplification of its own information caption, reflection and social character proposal elaboration. This report tries to discuss the objective possibilities that this new process of popular participation brings itself a potential, but possible ability, of social transformation into a fairer world, that is, able to insert itself in the contra-hegemonic process construction. On the other hand, we assure, in Brazil, an amplifying of the fundamental public school access, through a kind of school that exercises new pedagogical orientation, going forward the search of its autonomy and citizen practice exercise. This report intends to prove that this new public school holds the possibility of interact under transforming manners, with these new emergent social movements around. More clearly, we try to analyze the possibilities that this school may exercise a new social role, turning itself into an information systematization instrument, research achievements and intellectual reflections needed to the social movements to accomplish its new tasks. This would be the possible way of school integration, based on its intellectual specificity, in a building contra-hegemonic process.
Palavras-chave: Educação
Transformação
Ditadura
Education
Transformation
Dictatorship
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: Uninove
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: FERREIRA, Valdir. E agora, José?: educação e transformação social.. 2003. 168 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/527
Data de defesa: 30-Set-2003
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
B_Valdir_Ferreira.pdf780,68 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.