???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1844
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação do efeito da terapia com laser em baixa intensidade na atividade eletromiográfica e dor dos músculos mastigatórios em pacientes com cefaléia tensional
Título(s) alternativo(s): Evaluation of the effect of low intensity laser therapy on electromyographic activity and pain of masticatory muscles in patients with tension type
Autor: Silva, Paula Fernanda da Costa 
Primeiro orientador: Bussadori, Sandra Kalil
Primeiro coorientador: Correa, Fernanda Ishida
Primeiro membro da banca: Bussadori, Sandra Kalil
Segundo membro da banca: Oliveira, Claudia Santos
Terceiro membro da banca: Ferrari, Raquel Agnelli Mesquita
Quarto membro da banca: Santos, Eliane Marcilio
Quinto membro da banca: Castelo, Paula Midori
Resumo: Introdução: dentre várias condições de doença, a cefaleia tensional é considerada a terceira causa de incapacidade no mundo. Apesar disso, não há consenso quanto ao melhor tratamento que vise o controle da sintomatologia. Objetivos: propor um protocolo de terapia com laser em baixa intensidade sob os músculos mastigatórios de pacientes com cefaleia tensional (artigo 1) e avaliar os efeitos de um protocolo de terapia com laser em baixa intensidade na atividade eletromiográfica dos músculos mastigatórios e diminuição da dor em pacientes com cefaleia tensional (artigo 2). Material e métodos: estudo clínico, placebo-controlado, randomizado, duplo cego. A amostra foi composta por 16 mulheres com cefaleia do tipo tensional com idade superior a 18 anos. Os sujeitos foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: grupo 1 (laserterapia ativa) e grupo 2 (laserterapia placebo). Foram realizadas 4 sessões de laserterapia utilizando o comprimento de onda de 780 nm, densidade de energia de 30 J/cm2, potência de 60 mW, energia irradiada por ponto 2 J, totalizando 16 J, com duração em cada ponto de 20 segundos. Foram irradiados 8 pontos, sendo 2 pontos no músculo masseter e 2 pontos no músculo temporal anterior bilateralmente. No grupo placebo, foram irradiados os mesmos pontos do grupo tratamento, com o laser desligado, porém com a simulação do sinal sonoro semelhante ao da terapia ativa. As avaliações nos ocorreram antes da primeira sessão e após a última sessão de tratamento e foram constituídas dos seguintes itens: (1) avaliação eletromiográfica dos músculos temporal anterior e masseter bilateralmente nas situações de isotonia, isometria e repouso; (2) avaliação de dor por meio de uma escala analógica visual de 10 pontos, cujos escores variaram de 0 (ausência de dor) e 10 (dor máxima). Os resultados foram testados quanto à normalidade pelo teste de Shapiro-Wilk. Para comparação dos efeitos da laserterapia na atividade eletromiográfica e na analgesia entre grupos pré e pós tratamento foi utilizado o Teste t não pareado. Os efeitos do tratamento intragrupo foram testados pelo teste t pareado. Para todas as análises foi utilizado o Statistical Package for the Social Science (SPSS) 15.0 for Windows e foi adotado nível de significância de p < 0,05. Resultados: foram recrutadas 16 mulheres, com idade média de 25,87 ± 7,14 (G1) e 25,12 ± 5,08 (G2). Foi observada diminuição significativa da dor após 4 sessões de terapia com LBI no grupo tratado em comparação ao grupo placebo (p = 0,03). A atividade eletromiográfica dos músculos masseter e temporal anterior manteve-se inalterada pós tratamento nos grupos testados. Conclusão: os resultados sugerem que o protocolo proposto no presente estudo apresenta importantes implicações clínicas, visto que foi possível comprovar que a terapia com LBI é um método eficaz no controle da dor em pacientes com cefaleia tensional, porém não foi possível identificar alterações no padrão eletromiográfico nos músculos testados desses pacientes.
Abstract: Introduction: Among several disease conditions, tension headache is considered the third leading cause of disability in the world. Despite this, there is no consensus regarding the best treatment aimed at symptom control. Aims: To evaluate the effects of a protocol of low intensity laser therapy on the electromyographic activity of masticatory muscles and analgesia in patients with tension headache. Methods: Controlled, randomized, double-blind study. The sample consisted of 16 subjects with tension-type headache aged over 18 years. Subjects were randomly assigned to two groups: group 1 (active laser therapy) and group 2 (placebo laser therapy). Four laser therapy sessions were performed using a wavelength of 780 nm, energy density of 30 J / cm2, power of 60 mW, energy irradiated per point 2 J, totaling 16 J, lasting at each point of 20 seconds. Eight points were irradiated, being 2 points in the masseter muscle and 2 points in the anterior temporal muscle bilaterally. In the placebo group, the same points of the treatment group were irradiated, with the laser turned off, but with a sound beep similar to that of active therapy. The evaluations occurred before and after the intervention treatment and consisted of the following items: (1) electromyographic evaluation of the anterior temporal and masseter muscles bilaterally in situations of isotonia, isometry and rest; (2) pain evaluation using a 10-point visual analogue scale, whose scores ranged from 0 (no pain) to 10 (maximum pain). The results were tested for normality by the Shapiro-Wilk test. To compare the effects of laser therapy on electromyographic activity and analgesia between pre and post treatment groups, the unpaired t test was used. The effects of intragroup treatment were tested by paired t-test. The Statistical Package for Social Science (SPSS) 15.0 for Windows was used for all analyzes and a significance level of p <0.05 was adopted. Results: 16 women were recruited, with a mean age of 25.87 ± 7.14 (G1) and 25.12 ± 5.08 (G2). Significant decrease in pain was observed after 4 LBI therapy sessions in the treated group compared to the placebo group (p = 0.03). The electromyographic activity of the masseter and anterior temporal muscles remained unchanged after treatment in the groups tested. Conclusion: the results suggest that the protocol proposed in the present study has important clinical implications, since it was possible to prove that LBI therapy is an effective method for the control of pain in patients with tension headache, but it was not possible to identify changes in the electromyographic pattern Of these patients.
Palavras-chave: cefaleia
terapia com luz de baixa intensidade
eletromiografia
dor
mialgia
headache
low-level light therapy
electromyography
pain
myalgia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Citação: Silva, Paula Fernanda da Costa. Avaliação do efeito da terapia com laser em baixa intensidade na atividade eletromiográfica e dor dos músculos mastigatórios em pacientes com cefaléia tensional. 2016. 77 f. Tese( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1844
Data de defesa: 13-Dec-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paula Fernanda da Costa Silva.pdfPaula Fernanda da Costa Silva893,76 kBAdobe PDFDownload/Open Preview    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.