Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1184
Tipo do documento: Dissertação
Título: O recreio como um tempo-espaço democrático: possibilidades e limitações
Título(s) alternativo(s): El recreo como tiempo-espaçio democrático: dificultades y posibilidades
Autor: Fernandes, Janaina Melques 
Primeiro orientador: Severino, Francisca Eleodora Santos
Primeiro membro da banca: André , Carminda Mendes
Segundo membro da banca: Baptista , Ana Maria Haddad
Terceiro membro da banca: Lima, Sonia Regina Albano de
Quarto membro da banca: Nogueira e Taveira , Adriano Salmar
Resumo: Fundamentando-se nas teorias pedagógicas críticas, pode-se entender o recreio como um tempo-espaço para o exercício da autonomia e democracia. Consequentemente, é também campo de luta, onde o poder homogeneizador de uma concepção não dialógica de educação pode silenciar as manifestações infantis justificadas por um discurso de ordem e disciplina. Assim, o objeto da investigação é o recreio como um tempo-espaço democrático. Por meio da pesquisa qualitativa, busca-se desvelar quais as dificuldades e possibilidades de se organizar um recreio democrático numa escola de Ensino Fundamental I localizada na cidade de Santos, legitimando os conhecimentos e propostas de todos os sujeitos que atuam ali cotidianamente: inspetores, inspetoras, crianças, cozinheiras e cozinheiros. Para tanto, são analisados o PPP da escola, bem como seu regimento, a fim de compreender de que maneira a escola pensa e organiza o recreio. Observações do intervalo e entrevistas com os sujeitos da pesquisa também são utilizadas para compreender a articulação das propostas dos documentos com a prática cotidiana e os caminhos teóricos. Utiliza-se como referencial as reflexões de Walter Benjamim (1987, 1989, 2011), Paulo Freire (1967, 1987, 1996, 2002, 2011) e Mikhail Bakhtin (2014) para desenvolver as compreensões de linguagem, dialogia e experiência, pois entende-se que esses elementos são significativos para aprimorar a reflexão de um recreio democrático que concebe as críticas e contribuições do paradigma do materialismo histórico e dialético. Por fim, a coleta e análise de dados buscam subsídios para uma intervenção que propõe uma organização coletiva e dialógica do recreio, mediada por uma proposta emancipatória.
Abstract: Basándose en las teorías pedagógicas críticas, puede entenderse el recreo como un tiempo-espacio para el ejercicio de la autonomía y la democracia. En consecuencia, también es campo de lucha donde el poder homogeneizador de una concepción no dialógica de la educación puede silenciar las manifestaciones de los niños justificadas por un discurso de orden y disciplina. Por lo tanto, el objeto de investigación es el patio de recreo como un espacio-tiempo democrático. A través de la investigación cualitativa el estudio trata de descubrir qué dificultades y posibilidades de organizar un recreo democrático en una escuela primaria da ciudad de Santos (São Paulo), con la legitimación de los conocimientos y propuestas de todas las personas que trabajan allí diariamente: inspectores, inspectoras, niños, niñas, cocineros y cocineras. Así, són analizados el proyecto político y pedagógico de la escuela y sus reglamentos a fin de comprender como piensan y organizan el recreo. Observaciones y entrevistas con los sujetos de la investigación también se utilizan para entender la articulación de las propuestas de documentos con medios prácticos y teóricos. Se utiliza como referencia las reflexiones de Walter Benjamin (1987, 1989, 2011), Paulo Freire (1967, 1987,1996, 2002, 2011) y Mikhail Bakhtin (2014) para desarrollar la comprensión del lenguaje, dialogía y experiencia, ya que se considera que estos elementos son importantes para un recreo democrático que concibe las críticas y aportaciones del paradigma del materialismo histórico y dialéctico. Por último, la recogida y análisis de datos basado la intervención que propone una organización colectiva y dialógica de recreo, con la mediación de una propuesta emancipadora.
Based on critical pedagogic theories we can understand the playtime as a time-space for the exercise of autonomy and democracy. Consequently, it is also a fight field where the homogenizer power of a not dialogical education reduces to silence the childish manifestation justified by a discourse of order and discipline. Thus, the object of the research is the playtime as a democratic time-space. So, by means of a qualitative research, we seek to care which are the difficulties and possibilities to organize a democratic playtime in a First Elementary school, situated in the Santos city, legitimizing know ledges and proposals of all customers that act there daily: Inspectors, children, cooks and chefs. Therefore are analyzed the PPP (Political-Pedagogic Program) of the school, as well as its rules of procedure, in order to understand how the school itself thinks and how organizes the playtime. Observations of the playtime break and interviews with the subjects of the research are also used to understand the relationship between the proposals of the documents with the daily practice and the theoretical paths. Are used as a referential the reflections of Walter Benjamin (1987, 1989, 2011), Paulo Freire (1967, 1987, 1996, 2002, 2011) and Mikhail Bakhtin (2014) to develop the understandings of the language, with dialogism and experience, so it is understood that these elements are important to enhance the reflection of a democratic playtime that conceives criticisms and contributions of the paradigm of historical and dialectic materialism. Finally the collection and the data analysis search subsidies for a intervention that proposes a collective and dialogical organization of the playtime, mediated by a emancipator proposal.
Palavras-chave: educação democrática
recreio escolar
tempo-espaço escolar
educación democrática
recreo escolar
tiempo-espacio de la escuela
democratic education
playtime
scholar time-space
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais
Citação: Fernandes, Janaina Melques. O recreio como um tempo-espaço democrático: possibilidades e limitações. 2015. 178 f. Dissertação( Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais) - Universidade Nove de Julho, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1184
Data de defesa: 26-Out-2015
Aparece nas coleções:Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Janaina Melques Fernandes.pdfJanaina Melques Fernandes1,17 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.