Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1215
Tipo do documento: Dissertação
Título: A mudança do perfil do público da EJA: desafios e perspectivas
Título(s) alternativo(s): The change of the EJA public profile: challenges and prospects
Autor: Corte, Luciane Cristina
Primeiro orientador: Roggero, Rosemary
Primeiro membro da banca: Roggero, Rosemary
Segundo membro da banca: Haas, Celia Maria
Terceiro membro da banca: Stangherlim, Roberta
Quarto membro da banca: Vercelli, Ligia Carvalho Abões
Quinto membro da banca: Jr, Carlos Antônio Giovinazzo
Resumo: A presente Dissertação tem como tema a Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Ensino Fundamental II e estuda um Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) localizado no município de São Paulo. Para compreender o seu objeto: a mudança do perfil do público da EJA, com recorte sobre a inserção do jovem no primeiro emprego, partindo do referencial teórico da teoria crítica de Frankfurt em diálogo com Paulo Freire e outros autores que versam sobre essa temática, apresenta as questões de pesquisa que problematizam o tema: Quais fatores contribuem para a mudança do perfil do público da EJA (especialmente etário) nos últimos dez anos? Qual é a importância dessa modalidade de escolarização na inserção socioprofissional do jovem? Quais possibilidades formativas são possíveis no contexto apontado?, ouviu alunos dos Módulos IV (respectivos 8º e 9º anos) com idade entre 15 e 18 anos por meio de narrativas orais de história de vida para comprovar ou refutar as hipóteses que respondem essas perguntas. A primeira hipótese pressupõe que os fatores que contribuem para a mudança do perfil especialmente etário do público da EJA têm sido: a difusão de projetos e programas públicos de Educação de Jovens e Adultos; o aumento dos anos de permanência obrigatória na escola; expectativas de direito de escolarização para todos determinada pela LDB/96 e normatização subsequente; evasão e repetência dos jovens e adolescentes no ensino regular; a necessidade de acelerar os estudos desses jovens para inserção no mercado de trabalho. A segunda hipótese sugere que o jovem não recebe formação e instrumentos necessários para enfrentar as demandas e contradições desse modelo de sociedade que determina ao jovem de baixa renda (quanto à sua inserção do mercado de trabalho), apenas as áreas de prestação de serviço precário e, ele, não sendo formado para ter uma leitura crítica da realidade e situar-se nela, se sujeita a essas condições de trabalho, fazendo jus, na maioria dos casos, a não mais que dois salários mínimos. Nesta perspectiva, a escola tem o papel apenas de moldá-lo para receber ordens e ser obediente às regras que culminam com as necessidades que o capitalismo contemporâneo impõe, não contribuindo para a emancipação de suas condições de vida e trabalho. A terceira hipótese sinaliza que no atendimento ao público diverso da EJA não são estabelecidas, de maneira eficaz, as relações entre escolarização e trabalho. Os objetivos são: identificar os principais fatores que influenciam a mudança do perfil da EJA nos últimos 10 anos; verificar as contribuições da EJA para a inserção do jovem no mercado de trabalho, especificamente ao primeiro emprego e refletir acerca das práticas formativas para atendimento do público cada vez mais diverso que a frequenta. A metodologia da pesquisa empírica engloba pesquisa documental e bibliografia somada à história de vida temática. A utilização do método de história de vida constituiu material para análise, determinando as seguintes categorias: Fragmentação discursiva e pensamento superficial; Vínculos aparentemente supérfluos; Contradição entre o real e o possível; Pressa em concluir a escolarização e pseudoformação. A partir da análise do conteúdo das narrativas orais de história de vida, constatou-se que as hipóteses se confirmam e os resultados mostraram que há contradições a serem superadas para uma melhor articulação entre a formação realizada na EJA e o mundo do trabalho.
Abstract: This Dissertation has the theme Youth and Adult Education (EJA) in Primary Education II studies and an Integrated Centre for Youth and Adult Education (CIEJA) located in São Paulo. To understand its purpose: a change of the EJA public profile, with clipping about the inclusion of young people in their first job, starting from the theoretical framework of critical theory of Frankfurt in dialogue with Paulo Freire and other authors who deal with this issue, presents research issues that question the subject: What factors contribute to the change of the EJA public profile (especially age) in the last ten years? What is the importance of this mode of education in socio-professional insertion of the young? What training opportunities are possible in the context pointed? Students of IV modules (their 8th and 9th grades) aged between 15 and 18 years will be heard through oral life story narratives to prove or disprove the hypothesis that answer these questions. The first hypothesis assumes that the factors contributing to the change in the age profile of the public especially the EJA have been: the dissemination of projects and public programs of Youth and Adult Education; the increase in years of compulsory permanence in school; schooling right expectations for all determined by the LDB and subsequent standardization; dropout and repetition of young people and teenagers in mainstream education; the need to accelerate the studies of these young people for entering the labor market. The second hypothesis suggests that the young person does not receive training and tools necessary to face the demands and contradictions of this social model that determines the youth of low income (for their insertion in the labor market), only the areas of providing poor service and he, not being formed to have a critical reading of reality and lie therein shall be subject to such working conditions, living up, in most cases, no more than twice the minimum wage. In this perspective, the school has the role only to mold him to receive orders and be obedient to the rules that culminate with the needs of the contemporary capitalism imposes, not contributing to the emancipation of their conditions of life and work. The third hypothesis indicates that in serving the diverse audience of EJA are not established, effectively, the relationship between education and work. The objectives are: to identify the main factors influencing the change in the profile of EJA in the last 10 years; verify the contributions of EJA for the inclusion of youth in the labor market, specifically the first job and think about training practices to meet the increasingly diverse audience that attends. The empirical research methodology includes desk research and literature plus the history of life theme. The use of life history method constituted material for analysis, determining the following categories: discursive fragmentation and shallow thinking; linkages apparently superfluous; contradiction between the real and the possible; Rushing to complete schooling and pseudo-formation. From the analysis of the content of oral narratives of life story, it was found that the hypotheses are confirmed and the results showed that there are contradictions to be overcome for a better articulation between the training undertaken in EJA and the world of work.
Esta Disertación tiene como tema la Educación de Jóvenes y Adultos (EJA) en el Enseño Primario II y estudia un Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) ubicado en la ciudad de São Paulo. Para entender su propósito: un cambio en el perfil del público de la EJA, con recorte sobre la inserción del jóven en en primer empleo, a partir del referencial teórico de la teoria crítica de Frankfurt en dialógo con Paulo Freire y otros autores que versan sobre esa temática. Las cuestiones de pesquisa que problematizan el tema son: ¿Qué factores contribuyen para el cambio del perfil del público de la EJA (en especial el etario) en los últimos diez años? ¿Cuál es la importancia de esa modalidad de escolarización en la inserción socio-profesional de los jóvenes? ¿Qué posibilidades formativas son posibles en el contexto señalado? Escuchar a los alumnos de los Módulos IV (8.º y 9.º años) de edades comprendidas entre 15 y 18 años a través de las narraciones orales de vida para probar o refutar las hipótesis que contestan a esas preguntas. La primer hipótesis supone que los factores que contribuyen para el cambio del perfil, en especial, el etario, del público EJA han sido: la difusión de proyectos y programas públicos de educación de jóvenes y adultos; el aumento de los años de permanencia obligatoria en la escuela; escolarización; expectativas de derechos de escolarización para todos determinada por la LDB y posterior normalización; deserción y la repetición de los jóvenes y adolecentes en la educación general; la necesidad de acelerar los estudios de estos jóvenes para acceder al mercado laboral. La segunda hipótesis sugiere que el jóven no recibe la formación y los instrumentos necesarios para enfrentar las demandas y las contradicciones de ese modelo de sociedad que determina al jóven de baja renta (en cuanto a su inserción al mercado de trabajo), sólo las áreas de prestación de servicios precarios, y él, sin formación para una lectura crítica de la realidad y en ella situarse, se sujeta a esas condiciones de trabajo, mereciendo, en la mayoría de los casos, no más de dos salarios mínimos. En esta perspectiva, la escuela tiene el papel sólo de le moldar para recibir órdenes y ser obediente a las reglas que culminan con las necesidades que el capitalismo contemporáneo impone, dejando de contribuir para la emancipación de sus condiciones de vida y trabajo. La tercera hipótesis señala que en el atendimiento al público diverso de la EJA no son establecidas, de modo eficaz, las relaciones entre escolarización y trabajo. Los objetivos son: identificar los principales factores que influyen en el cambio en el perfil de la educación de adultos en los 10 años; verificar los aportes de la educación de adultos para la inclusión de los jóvenes en el mercado laboral, en específico al primer empleo, y pensar en las prácticas de formación para atendimiento al público cada vez más diverso que la frecuenta. La metodología de la pesquisa empírica engloba pesquisa documental y bibliográfica añadida a la historia de vida temática. El uso del método de la historia la vida material constituido para el análisis , la determinación de las siguientes categorías: Fragmentación discursivo y pensamiento superficial; Vínculos aparentemente superfluos; Contradicción entre lo real y lo posible; Corriendo para completar la escolarización y pseudo-formación . A partir del análisis del contenido de las narrativas orales de historia de vida, se constató que las hipótesis se confirman y los resultados mostraron que hay contradicciones a superar para una major articulación entre la formación realizada en la EJA y el mundo del trabajo.
Palavras-chave: Mudança de perfil
EJA
jovens
trabalho
história oral
Profile switch.
EJA
young
work
oral history
Cambio de perfil
EJA
jóvenes
trabajo
historia oral
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais
Citação: Corte, Luciane Cristina. A mudança do perfil do público da EJA: desafios e perspectivas. 2016. 179 f. Dissertação( p) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1215
Data de defesa: 4-Fev-2016
Aparece nas coleções:Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luciane Cristina Corte.pdfLuciane Cristina Corte1,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.