Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/560
Tipo do documento: Tese
Título: Retomando o fio da meada: uma compreensão sobre a atuação de psicólogos escolares.
Título(s) alternativo(s): Drawing the strands together: an understanding of the practice of school psychologists.
Autor: Azevedo, Liliana Pereira Lima 
Primeiro orientador: Dias, Elaine Teresinha Dal Mas
Primeiro membro da banca: Castanho, Marisa Irene Siqueira
Segundo membro da banca: Stangherlim, Roberta
Terceiro membro da banca: Lorieri, Marcos Antonio
Quarto membro da banca: Almeida, Cleide Rita Silvério de
Quinto membro da banca: Souza, Marilene Proença Rebello de
Resumo: Analisou-se, sob o referencial de Edgar Morin, como se processa na prática a atuação do psicólogo escolar, que, sofrendo críticas de ações reducionistas, deve cumprir, segundo a nova visão da própria categoria dos psicólogos, princípios ético-políticos emancipadores na função educativa como prática humanizadora. O objetivo desta pesquisa foi compreender limites e perspectivas expressos nas narrativas da experiência da atividade profissional. Indaga-se ainda como os sujeitos enfrentam as turbulências cotidianas para a conquista da sua própria emancipação e de intervenção nos processos educativos. Partiu-se do princípio de que os psicólogos são vistos como partes isoladas do todo institucional e assim se autoconcebem; estão aquém de uma proposta emancipadora, já que não se constituem sujeitos emancipados. O procedimento metodológico utilizado foi a história oral, aberta à escuta atenta do entrevistado. Foram ouvidos oito participantes, com formação em psicologia e que atuavam no campo escolar dentro do Estado de São Paulo. Os resultados demonstraram diferenças quanto aos modos de atuação entre dois subgrupos distintos pelo fator geracional. Entre eles, o mais velho apresentou-se menos emancipado, fazendo prevalecer limitações em relação às perspectivas de autonomia institucional e emancipação política. O grupo mais jovem sinalizou envolvimento e consciência para o empreendimento de ações inovadoras, encarando as limitações como desafios circunstanciais. Constatou-se que o contexto histórico, político e cultural de uma determinada geração, com as devidas mudanças, influenciam os modos de ser, pensar e atuar. Sobrevalecem os aspectos subjetivos de cada história de vida, que é complexa e singular, como fatores diferenciais.
Abstract: We have analyzed, under the theoretical framework of Edgar Morin, how the practice of a school psychologist is exercised at the workplace, since this professional has been suffering criticisms of reductionist actions and must foster, according to the new ideas of the his/her class, the emancipatory ethical and political principles in its educational role as a humanizing practice. The objective of this research was to understand the limits and perspectives which were singled out in the narratives of experience of the professional activity. We have examined how the subjects have faced the daily agitation to conquer their own emancipation and intervene in the educational processes. We have assumed that psychologists are seen as isolated parts of the institutional whole and that is how they often see themselves; they fall short of an educational proposal since they are not emancipated themselves. The methodological approach was oral history, open to listening attentively to the interviewed subjects. Eight subjects participated, all of them with degrees in psychology and working in schools within the state of São Paulo. The results have shown differences in the educational practices of two distinct groups, according to a generational factor. Among them we have noticed that the older group has proved less emancipated, with limitations concerning the perspectives of institutional autonomy and political emancipation. The younger group has shown more involvement and awareness for the development of innovative actions, facing limitations as circumstantial challenges. We have seen that the historical, political and cultural contexts of a given generation, with its respective changes, influence the ways one becomes, thinks and performs. Subjective traits of each one s stories of life, each one complex and singular, are the differential factors that stand out.
Palavras-chave: psicologia escolar e educacional
pensamento complexo
subjetividade
educação
school and educational psychology
complex thought
subjectivity
education
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: Uninove
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: AZEVEDO, Liliana Pereira Lima. Drawing the strands together: an understanding of the practice of school psychologists.. 2014. 244 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/560
Data de defesa: 21-Mar-2014
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
B_Liliana Pereira Lima Azevedo.pdf1,33 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.