Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1083
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação da educação superior: um estudo comparativo do Brasil e do México
Autor: Cruz, Sônia Maria de Sousa Santa 
Primeiro orientador: Monfredini, Ivanise
Primeiro membro da banca: Nosella, Paolo
Segundo membro da banca: Russo, Miguel Henrique
Terceiro membro da banca: Catani, Afrânio Mendes
Quarto membro da banca: Souza, Carlos Bauer de
Quinto membro da banca: Venco, Selma Borghi
Resumo: Nesta tese apresentou-se como problema central de pesquisa, verificar se e como os processos de Avaliação da Educação Superior, que surgiram no bojo das reformas educacionais dos anos de 1990, têm subsidiado políticas para a Educação Superior no Brasil e no México de 2004 a 2010. Dada à amplitude do campo da Avaliação da Educação Superior (AES), fez-se um recorte em direção aos cursos de graduação presenciais. Para responder a questão central da pesquisa, o processo de institucionalização da AES nos países em estudo, foi inserido no contexto histórico da reestruturação do capitalismo e das reformas educacionais contemporâneas, tendo como referência a totalidade das relações sociais dos quais são uma expressão. Os resultados da pesquisa apontam que, embora os processos de institucionalização da AES, dos dois países em estudo, tenham ocorrido no mesmo momento histórico, apresentam especificidades: a AES, no Brasil, é implementada pelo próprio governo, de cunho obrigatório no Sistema Federal de Ensino e os processos de Avaliação, Regulação e Supervisão são complementares e interdependentes, enquanto, no México, a adesão à avaliação não é obrigatória, é assumida por diferentes organismos governamentais e não governamentais. Quanto aos dados da Avaliação, são usados no próprio desenho institucional , fruto do pacto governo-empresários, no qual se inclui o grupo dos negócios educacionais, que tem como pano de fundo o processo de privatização do ensino superior. No Brasil, os dados são usados como insumos para programas como o FIES e o Prouni que, na realidade, subsidiam com recursos públicos o fortalecimento do setor privado. No México, embora programas como PROMEP e PIFI, se destinem às instituições públicas prevendo benefícios pecuniários, a AES se transformou em um grande mercado do qual participam os organismos avaliadores não governamentais. A tese aponta para a existência da Avaliação pela própria Avaliação enquanto um mercado de serviços. Porém, os instrumentos utilizados, na AES, fornecem uma riqueza de dados (os microdados), que, praticamente, não são utilizados para fomentar políticas educacionais. A pesquisa confirmou a tese de que a Avaliação traduz uma relação de Hegemonia que tem presentes a direção e a dominação. Direção porque ela conduz, direciona instituições e alunos nas escolhas de currículos, cursos, dentre outras. A pesquisa foi qualitativa, utilizando como técnicas a análise de documentos e a realização de entrevistas individuais semiestruturadas com atores responsáveis pela implementação da Avaliação da Educação Superior no Brasil e no México.
Abstract: Esta tesis presenta como problema central de la investigación, comprovar si y como los procesos de Evaluación de la Educación Superior, que surgieron a la raíz de las reformas educativas de la década de 1990, han apoyado las políticas de Educación Superior en Brasil y México, en el período 2004-2010. Dada la amplitud del campo de la Evaluación de la Educación Superior (AES), se le hizo un corte y se eligieron los programas de graduación presenciales. Para contestar la pregunta central de la investigación, el proceso de institucionalización de AES, en los países del estudio, se inserto en el contexto histórico de la reestructuración del capitalismo y las reformas educativas contemporáneas, por referencia a la totalidade de las relaciones sociales de las que son una expresión. Los resultados de la encuesta indican que, si bien los procesos de institucionalización de AES en los países estudiados se han producido en el mismo momento histórico, hay especificidades: AES, en Brasil, es implementado por el gobierno mismo, es de caracter obligatorio para los estudiantes y las instituciones y los procesos de evaluación, regulación y supervisión son complementários y interdependientes, mientras que, en México, la evaluación no es obligatoria para los estudiantes ni las instituciones y ha asumida por diferentes organizaciones gubernamentales y no gubernamentales. En cuanto al uso de datos de evaluación se utilizan en el diseño institucional , resultado del pacto entre gobierno y empresas que incluye los negócios de la educación, que tiene como telón de fondo el processo de privatización de la educación superior. En Brasil, los datos que se utilizan como insumos para programas como FIES y Prouni aportan con fondos públicos para el fortalecimiento del sector privado. En México, a pesar de que programas como PROMEP y PIFI, destinados a las instituciones públicas, que les proporcionan benefícios económicos, AES se há convertido en un gran mercado en el cual participan organizaciones no gubernamentales. La tesis apunta a la existência de la evaluación por la evaluación como un mercado de servicios. Sin embargo, las herramientas en AES, proporcionan una gran cantidad de datos, micro-datos, que casi no se utilizan para promover las políticas educativas. La encuesta confirma la tesis de que la evaluación refleja una relación de Hegemonía que tiene la dirección y la dominación. Dirección, ya que conduce, dirige las instituciones y los estudiantes en la elección de planes de estudios, cursos, entre otro. La investigación fue de tipo cualitativo, utilizando técnicas como la revisión de documentos y entrevistas semi-estructuradas individuales con los actores responsables por la aplicación de la Evaluación de la Educación Superior en Brasil y en México.
Palavras-chave: hegemonia
bloco histórico
estado
avaliação
educação superior
Brasil
México
hegemonía
bloque histórico
Estado
evaluación
educación superior
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: Cruz, Sônia Maria de Sousa Santa. Avaliação da educação superior: um estudo comparativo do Brasil e do México. 2013. 250 f. Tese ( Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1083
Data de defesa: 25-Fev-2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
B_Sonia Maria de Souza Santa Cruz.pdfSonia Maria de Souza Santa Cruz3,7 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.