Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1404
Tipo do documento: Dissertação
Título: O currículo da rede estadual paulista de ensino para a disciplina de história: análise, compreensão e crítica dos professores
Título(s) alternativo(s): São Paulo state schools curriculum for history: teachers analysis, understanding and criticism
El currículo de la red de enseñanza del estado paulista para la disciplina de historia: análisis, comprensión y crítica de los maestros
Autor: Souza, Émerson Francisco de
Primeiro orientador: Carvalho, Celso do Prado Ferraz de
Primeiro membro da banca: Carvalho, Celso do Prado Ferraz de
Segundo membro da banca: Souza, Carlos Bauer de
Terceiro membro da banca: Silva, Maria Heloisa Aguiar
Resumo: O governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação, apresentou e implementou, no ano de 2008, uma nova proposta curricular para todas as escolas da rede pública estadual de ensino. Em 2010, essa proposta curricular se tornou o currículo oficial. O objeto de estudo dessa pesquisa é o currículo proposto para a disciplina de história. Nossa preocupação central é procurar compreender a forma como os professores dessa disciplina que trabalham na rede estadual de ensino compreendem, analisam e incorporam em seu cotidiano e prática escolar, os objetivos, os procedimentos, as concepções de educação e as diretrizes presentes no currículo oficial. As fontes de pesquisa se constituem dos documentos oficiais que subsidiam a proposta, como o documento base, o caderno do professor e o caderno do aluno, do marco regulatório produzido pela SEE-SP e um conjunto de quatro entrevistas, feitas com professores da disciplina de história. As entrevistas discorrem sobre a formação dos docentes, a compreensão que possuem sobre o debate curricular, a análise que fazem do processo de implementação e como, em seu trabalho cotidiano na escola, as propostas presentes no currículo foram incorporadas. Nesse processo, o texto apresenta inicialmente diferentes concepções de currículo, que informam o debate atual, na perspectiva de mostrar proximidades e distanciamentos com o currículo oficial. Na sequência, apresenta o currículo oficial, seus fundamentos, diretrizes e eixos estruturantes. Ao final, apresenta a fala dos professores de história, especificamente sobre a relação entre sua formação e compreensão dos processos curriculares, a leitura que fazem do currículo oficial, as críticas que manifestam, as experiências que constroem ao lidar cotidianamente com o currículo. Diante dos achados dessa pesquisa, é possível afirmar que há pouca compreensão entre os professores do debate curricular, que a resistência ou adesão que manifestam em relação ao currículo oficial é orientada por uma concepção de educação, que eles entendem como crítica e contestadora do discurso oficial. As práticas que relatam mostram que se criticam os objetivos do currículo, especificamente sua imposição e vinculação com a pedagogia das competências, defendem a necessidade de que o currículo seja padronizado em toda rede, que incorporam os conteúdos propostos, embora façam ressalvas à forma de distribuição e organização.
Abstract: The state government of São Paulo, through the State Secretary of Education, presented and implemented, in 2008, a new curriculum proposal for all schools in the state public school system. In 2010, this curriculum proposal became the official curriculum. This research object of study is the proposed curriculum for the subject of history. Our main concern is to try to understand how history teachers that work in state schools understand, analyze and incorporate the official curriculum objectives, and procedures, and educational concepts, and guidelines into their routine and school practice. Research sources are constituted of official documents that support the proposal such as the base document, the teacher's notebook and student's notebook, the regulatory framework produced by SEE-SP and a set of four interviews with history teachers. Interviews approach teachers’ educational background, their understanding of the curriculum debate, their analysis of the implementation process and how the proposals present in the curriculum have been incorporated in their daily work at school. In this process, the text initially presents different curriculum theories that inform the current debate to show the approximations and distances with the official curriculum. Following, it presents the official curriculum, its foundations, guidelines and structural axes. At the end, it presents history teachers speeches, specifically relating their training to their understanding of curriculum processes, their reading of the official curriculum, the criticism that manifest, the experiences built daily to deal with the curriculum. In the face of the findings in this research, it is clear that there is little understanding of the curricular debate among teachers and that resistance or acceptance they manifest in relation to the official curriculum is guided by a conception of education that they understand to be critical and disruptive of the official discourse. The practices that they report show critics to the curriculum objectives, specifically to its imposition and linking with the pedagogy of competencies. Teachers defend the need for the curriculum to be standardized across the school network. They incorporate the proposed content, although making remarks to the form of distribution and organization.
El gobierno del estado de São Paulo, por intermedio de la Secretaria del Estado de Educación, he presentado y puesto en práctica, en el año 2008, una nueva propuesta de plan de estudios para todas las escuelas del sistema de educación pública del estado. En 2010, esta propuesta curricular se convirtió en el currículo oficial. El objeto de estudio de esta investigación es el currículo propuesto para la disciplina de la historia. Nuestra principal preocupación es tratar de comprender cómo los profesores de esta disciplina que trabajan en las escuelas de la red estadual de enseñanza entenden, analizan e incorporan en su cotidiano y en la práctica escolar, los objetivos, procedimientos, conceptos y directrices educativas presentes en el currículo oficial. Las fuentes de investigación constituyense de documentos oficiales que apoyan la propuesta como el documento base, el cuaderno del profesor y cuaderno de estudiante, el marco normativo producido por la SEE-SP y un conjunto de cuatro entrevistas con maestros de historia. Las entrevistas discuten acerca de la formación de los maestros, el entendimento que tienen sobre el debate curricular, el análisis que hacen del proceso de implementación y cómo, en su trabajo diario en la escuela, se han incorporado las propuestas presentes en currículo. En este proceso, el texto presenta inicialmente diferentes conceptos de currículo que informan el debate actual con el fin de mostrar las proximidades y las distancias con el currículo oficial. A continuación, se presenta el currículo oficial, sus fundamentos, directrices y líneas de construcción. Al final, se presenta el discurso de los profesores de historia, específicamente cerca de la relación entre su formación y la comprensión del proceso curricular, la lectura que hacen del currículo oficial, la crítica que manifiestan, las experiencias que se crontroyen en el trato diario del plan de estudios. A la vista de los resultados de esta investigación, es posible afirmar que hay poca comprensión entre el profesorado del debate curricular, que la resistencia o la adhesión que manifiestan en relación al currículo oficial es guiada por una concepción de educación que los maestros entienden cómo crítica y contestadora del discurso oficial. Las prácticas que relatan muestran que se critican los objetivos del currículo, específicamente su imposición y vinculación con la pedagogía de las competencias, afirman la necesidad de que el currículo sea estandarizado en toda la red, que incorporan los contenidos propuestos, pero hacen críticas a la forma de distribución y organización.
Palavras-chave: São Paulo
educação básica
currículo oficial
professores
história
São Paulo
basic education
official curriculum
teachers
history
São Paulo
educación básica
currículo oficial
maestros
historia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: Souza, Émerson Francisco de. O currículo da rede estadual paulista de ensino para a disciplina de história: análise, compreensão e crítica dos professores. 2016. 122 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecadigital.uninove.br/handle/tede/1404
Data de defesa: 6-Abr-2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Emerson Francisco De Souza.pdfÉmerson Francisco De Souza827,99 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.