???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1513
Tipo do documento: Dissertação
Título: História da educação brasileira e seus personagens invisíveis – práticas sindicais e políticas do sindicato dos funcionários e servidores da educação do estado de São Paulo – AFUSE (1978-1992)
Título(s) alternativo(s): The Brazilian education history and its invisible characters - union practices and union politics of education employeas and workers of São Paulo state - AFUSE (1978-1992)
Autor: Miguel, Miriam Maria Bernardi 
Primeiro orientador: Souza, Carlos Bauer de
Primeiro membro da banca: Souza , Carlos Bauer de
Segundo membro da banca: Camargo, Rubens Barbosa de
Terceiro membro da banca: Carvalho, Celso do Prado Ferraz de
Quarto membro da banca: Vieira, Sofia Leche
Quinto membro da banca: Ferreira Junior, Amarílio
Resumo: A tese aqui apresentada trata do Sindicato dos Funcionários e Servidores da Educação do Estado de São Paulo – AFUSE, com suas práticas sindicais e políticas. É nosso objetivo primordial tirar da invisibilidade a presença da AFUSE, localizando-a na história social da Educação Brasileira. Nesse percurso, recuperamos alguns aspectos, presentes na gênese e no desenvolvimento da sociedade capitalista, com suas contradições e antagonismos geradores de conflitos, trazem consigo a necessidade de organização política de resistência dos trabalhadores. Buscou-se projetar a perspectiva de que a formação humana significa um grande trabalho de educação política e cultural que também se produz e se desenvolve no cotidiano organizativo político sindical e associativista dos trabalhadores. A ênfase maior deste estudo está associada ao reconhecimento da presença da AFUSE neste conturbado cenário e ao seu papel na defesa de uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade para todos. Consigna que, em uma sociedade dividida em classes, traz consigo a defesa dos interesses da classe trabalhadora em busca de melhores condições de vida no interior do mundo do capital. Partimos do pressuposto de que a história dos trabalhadores em educação é parte indelével e constituinte da história da classe trabalhadora. Seus esforços organizativos, associativistas, políticos e sindicais estão inseridos na dinâmica de enfrentamento que se processa incessantemente no solo histórico das sociedades de classes. Procuramos conhecer a história do movimento sindical, suas práticas políticas, que permitem reflexões sobre a força da luta de classes, trazendo aspectos da história dos movimentos organizados de professores, advertindo que os funcionários e servidores da educação fazem parte da categoria de trabalhadores em educação e que, por conseguinte, fazem parte da classe trabalhadora. Nosso intuito foi contribuir para o conhecimento da história desses homens e mulheres que, ao seu modo, se inseriram construção da história social da educação brasileira, partindo do pressuposto de que a historiografia não pode ser considerada apenas dentro dos limites da permanência da memória dos fatos na concretude social, mas também no movimento determinado pelo espaço e tempo histórico em que os seus sujeitos transitam. Logo, o sentido que procuramos dar à história é o que a preconiza como aliada das mudanças sociais. Concluímos, ao nosso olhar, a AFUSE merece sair da invisibilidade para ocupar espaço na história da educação brasileira pela importância da sua luta na busca de qualidade na educação e dignificação da vida social.
Abstract: La tesis aquí presentada trata del Sindicato de Funcionarios y Servidores de Educación del Estado de San Pablo – AFUSE, con sus prácticas políticas y sindicales. Es nuestro objetivo primordial la de marcar presencia y sacar de la invisibilidad a la AFUSE, situándola en la historia social de la Educación Brasileña. En este recorrido, recuperamos algunos aspectos que están presentes en la génesis y en el desenvolvimiento de la sociedad capitalista, que con sus contradicciones y antagonismos son generadores de conflictos, y traen consigo la necesidad de una organización política y resistencia de los trabajadores. Se buscó proyectar la perspectiva de que la formación humana significa un gran trabajo de educación política y cultural que también se produce y se desenvuelve en lo cotidiano de la organización política, sindical y asociativismo de los trabajadores. El mayor énfasis de ese estudio está asociado al reconocimiento de la presencia de la AFUSE en ese conturbado escenario y al papel en la defensa de una educación pública, gratuita, laica y de calidad para todos. Consigna que, en una sociedad dividida en clases, trae consigo la defensa de los intereses de la clase trabajadora en busca de mejores condiciones de vida en el interior del mundo capitalista. Partimos de la hipótesis que la historia de los trabajadores en educación parte indeleble y constituyente de la historia de la clase trabajadora. Sus esfuerzos organizativos, asociativismo, político y sindicales están inseridos en la dinámica de enfrentamiento que se procesan incesantemente en las bases históricas de las sociedades de clases. Procuramos conocer la historia del movimiento sindical, sus prácticas políticas, que permiten reflexiones sobre a fuerza en la lucha de clases, trayendo aspectos de la historia sobre los movimientos organizados por profesores, realzando que los funcionarios y servidores de la educación hacen parte de la categoría de trabajadores en educación y que, por consiguiente, hacen parte de la clase trabajadora. Nuestro propósito fue el de contribuir para el conocimiento de la historia de esos hombres y mujeres que, a su manera, se insirieron en la construcción de la historia social de la educación brasileña; partiendo de la suposición de que la historiografía no puede ser considerada sólo dentro de los límites de la permanencia de la memoria de los hechos sociales concretos, sino también, en el movimiento determinado por el espacio y tiempo histórico en que sus sujetos transitan. Consecuentemente, el sentido que buscamos dar a la historia es lo que la preconiza como aliada de los cambios sociales. Concluimos que, desde nuestra óptica, la AFUSE merece tornarse visible y ocupar un espacio en la historia de la educación brasileña por la importancia de su lucha en busca de calidad en la educación y dignificación de la vida social.
The present thesis is about Employees and Workers Union of Education in São Paulo State – AFUSE (Sindicato dos Funcionários e Servidores da Educação do Estado de São Paulo), with their politics and practices unions. Our objective is to take the invisibility of AFUSE in the social history of the Brazilian Education. Along this way we recovered some aspects presented in the genesis and the development of the capitalist society; their contradiction and antagonism are the cause of conflicts, bringing up the requirement of a politic organization of worker’s resistance, seeking to project the human perspective that means a hard work in the political and cultural education that also produces and develops a worker politic union and associative organization. The emphasis of this study is associated to the recognition of the presence of AFUSE in a rough scenery and its role in defense to a secular and more quality public education. Consigns that in a society divided into classes brings the interests of the working class to seek better conditions of life in the capitalist society. Assuming that the history of education workers is indelible and make a constituent part of the history of this working class. Their organization, associative, politics and union efforts are in dynamics of confrontation that is constantly processing in the history of society classes. We searched to know the teacher’s union movement history, their politic practices that allows some reflections about the struggle of these classes, bringing some aspects of the organization of teacher’s movements, warning that some employees and education workers take part of this working class. We aim to cooperate to the knowledge of these men and women history that contributed to the construction of the Brazilian social education history, assuming that the historiography may not be considered in the permanence limits facts in their social concrete reality, but in the movement determined by the place and historical time. Therefore, the meaning we searched to give to history is what preconize as allied of social changes. We conclude that in our conception AFUSE must be visible and occupy a place in the Brazilian education history by its importance and its struggles for a dignity life and education quality.
Palavras-chave: AFUSE
associativismo
sindicalismo
história da educação brasileira
AFUSE
asociativismo
sindicalismo
historia de la educación brasileña
AFUSE
associativism
unionism
brazilian education history
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Nove de Julho
Sigla da instituição: UNINOVE
Departamento: Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: Miguel, Miriam Maria Bernardi. História da educação brasileira e seus personagens invisíveis – práticas sindicais e políticas do sindicato dos funcionários e servidores da educação do estado de São Paulo – AFUSE (1978-1992). 2016. 268 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1513
Data de defesa: 29-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Miriam Maria Bernardi Miguel.pdfMiriam Maria Bernardi Miguel10,51 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.